NOVO HAMBURGO

19°C

Publicidade

Senador Alvaro Dias é o terceiro pré-candidato à presidência da República a passar pela ACI

Candidato do Podemos apresentou suas propostas para associados da entidade com sede em Novo Hamburgo

11 de Maio, 2018 às 14:54

A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/EV) recebeu, nesta quarta-feira (9), um terceiro pré-candidato à presidência da República - a eleição é em outubro deste ano. O espaço está aberto a todos os partidos que tenham uma pré-candidatura definida. O Portal Martin Behrend está acompanhando os encontros agendados. A estreia, em 6 de abril, foi com o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL); depois, veio João Amoêdo (Novo).


O senador pelo Paraná Alvaro Dias (Podemos) veio falar da sua trajetória política de mais de 40 anos. Também apresentou prioridades que deverá colocar em prática, caso seja eleito. O auditório da ACI recebeu um grande público - cerca de 15% dos lugares ficaram vazios, diferentemente de Bolsonaro e Amoêdo, que lotaram o auditório. Antes de falar aos associados da entidade, Alvaro Dias também conversou com a imprensa.


Confira a seguir algumas manifestações de Amoêdo.


Reforma Tributária – É a favor de uma tributação mais justa – combate à pobreza se faz com incentivo à produção. Pretende apresentar uma Reforma Tributária nos 100 primeiros dias de governo – se for eleito. É contra a desoneração – que, atualmente, beneficia o setor calçadista –, pois gera prejuízo nas contas do governo e vai contra a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Acredita que com uma Reforma Tributária justa, o setor produtivo será contemplado.


Mudancista – O senador destacou ser um pré-candidato “mudancista”. Defende a refundação da República. Acredita que um presidente eleito terá condições de propor mudanças logo no começo do governo, combatendo privilégios. Diz que o atual modelo político estabelecido nos últimos anos é uma fábrica de escândalos de corrupção.


Dívida pública – Destacou que as dívidas públicas ultrapassam os trilhões de reais. É preciso ter coragem para enfrentar, e as reformas Tributária, Previdenciária e Política são decisivas para reorganizar o Estado, que foi devastado nos últimos anos. Equilibrar as contas públicas é fundamental para o Brasil voltar a crescer.


Segurança pública – União não pode abdicar de suas responsabilidades. Investimento pesado na formação e valorização salarial dos policiais. Pretende investir em inteligência policial. Vai restabelecer a autoridade – a autoridade foi fragilizada nos últimos governos. Com isso, marginais se acham mais poderosos. Frouxidão favorece à criminalidade.


Publicidade


Redução do Estado – Defende redução de estruturas governamentais, incluindo número de ministérios, secretarias, diretorias, CCs e, até mesmo, de deputados federais e senadores. Custo do Poder Público é muito grande e desproporcional. Acredita que presidente da República precisa dar exemplo e pretende contar com apoio da comunidade, que tem desejo de mudança.


Reeleição – No atual momento, é contra o instituto da reeleição. Acredita que os governantes acabam governando para se reeleger, e não para fazer as reformas necessárias para a população.


Ficha limpa – Destacou que tem mais de 40 anos de atuação política e, não tem qualquer inquérito, denúncias ou investigação em que esteja envolvido. “Ficha Limpa do começo ao fim”, destacou.


Governo Michel Temer - Deu nota zero. Disse que um governo envolvido em tantos escândalos de corrupção não merece outra nota.


A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/EV) ainda espera outros pré-candidatos confirmarem participação para anunciar datas de novos encontros.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS