NOVO HAMBURGO

14°C

Publicidade

Escolas de São Leopoldo recebem doações de livros de Érico Veríssimo

Professor Carlos Pereira foi na casa da família, em Porto Alegre, buscar as doações

19 de Abril, 2018 às 17:02

O escritor Luis Fernando Verissimo e Carlos Pereira, que teve a iniciativa de receber os livros. Divulgação

A Secretaria Municipal de Educação de São Leopoldo (Smed) recebeu, na última sexta-feira, 13, uma doação especial de livros, vindos das estantes de dois dos maiores expoentes da literatura no Rio Grande do Sul. A família Veríssimo doou 50 títulos das obras do escritor, Érico, para as escolas de São Leopoldo.


O escritor, Luís Fernando Veríssimo, filho de Érico, explica que, “as bibliotecas das escolas têm papel fundamental no incentivo da leitura, disponibilizando os livros e convencendo as crianças de que a leitura é uma atividade prazerosa”. Sua esposa, Lúcia, e a filha, Fernanda, são as responsáveis pela distribuição das obras.


Entre elas, estão os principais títulos do autor, como os romances “Olhai os Lírios do Campo” e “Incidente em Arantes”, além da famosa série literária “O Tempo e o Vento”. “Eles devem chegar a quem mais precisa e que, talvez, não possa comprá-los. Não é uma grande quantidade, mas estão melhor nas estantes das escolas públicas do que nas nossas”, pontua Fernanda Veríssimo. Assim como o pai, Luís, ela salienta a importância das bibliotecas escolares como espaço que não oferece apenas livros, mas que seja também um “espaço seguro de concentração, tempo para interpretação e imaginação”.


CONTO FEITO EM 2017


Publicidade


O contato se deu através do professor e supervisor de escola da Smed, Carlos Pereira que, no final do ano passado, recebeu a indicação de que a família tinha livros novos de Érico Veríssimo, os quais tentaram doar para algumas escolas de Porto Alegre, mas não tiveram sucesso justamente pela dificuldade das escolas em buscar o material.


Desta forma, o próprio professor Carlos foi na casa da família buscar as doações, onde, por acaso, conheceu o autor Luís Fernando Veríssimo. “É importante que as crianças tenham acesso a bons livros, e há excelentes livros de autoria de escritores gaúchos, que valorizam a cultura e os costumes locais. Esses livros tendem a despertar uma maior identificação nos pequenos, que reconhecem – ali – sua cultura, sua cidade, seus costumes, sua linguagem”, destaca Carlos, ressaltando que essa identificação, por sua vez, despertar na criança um maior interesse pela leitura.


O objetivo é distribuir os livros para todas as EMEFs da rede. Cada escola deverá realizar um trabalho que contemple a vida e/ou a obra de Érico Veríssimo. Nesse sentido, a criatividade surge como um incentivo, podendo ser um trabalho de pesquisa sobre a vida do autor, ou a gravação de um curta baseado em um de seus contos. “A ideia é que cada escola que apresente o trabalho receba ao menos uma obra”, conclui Carlos.


Assessoria de Imprensa/Prefeitura de São Leopoldo

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS