NOVO HAMBURGO

26°C

Publicidade

De Foscarini a Fátima: assinado contrato para começar revitalização do Centro de Novo Hamburgo

O prazo inicial para a execução das obras é de um ano, mas dependerá das situações climáticas

11 de Abril, 2018 às 20:39

A volta do chafariz no Centro - antigamente, a Praça do Imigrante tinha águas dançantes

Foi na gestão do ex-prefeito Jair Foscarini (2005-2008) que Novo Hamburgo assinou empréstimo de US$ 23 milhões do Programa Procidades, linha de crédito do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) destinada a financiar obras de infraestrutura urbana.. Esse valor veio para execução de algumas melhoras no município. Entre elas, estava prevista a revitalização do Centro.


Passaram os governos de Tarcísio Zimmermann (2009-2012) e Luis Lauermann (2013-2016), e nada das obras saírem do papel. Prestes a perder o recurso, o governo Fátima Daudt precisou agir rápido para não perder esse recurso. Em 2017, a prefeita tucana foi até Brasília e convenceu o BID a acreditar que Novo Hamburgo seria capar de efetuar os investimentos.


Importante registro: desde o contrato inicial assinado por Foscarini, este recurso foi destinado exclusivamente para revigorar a região central, ou seja, não pode ser aplicado em outra área. Serão cerca de R$ 24 milhões para entregar uma área recuperada.


Mais de uma década após a assinatura do empréstimo, finalmente veio a assinatura para execução das melhorias. A Prefeitura de Novo Hamburgo assinou nesta terça-feira (10) o contrato com o consórcio formado pela Encopav Engenharia e Coesul Construtora Extremo Sul. O planejamento e cronograma das intervenções já está sendo feito e, dentro de aproximadamente 30 dias, será assinada a ordem de serviço.


Além do Calçadão Osvaldo Cruz, outras nove vias integram do plano de readequação de espaços públicos: Avenida Pedro Adams Filho, Rua Cinco de Abril, Rua David Canabarro, Rua Joaquim Nabuco, Rua Lima e Silva, Rua Magalhães Calvet, Rua Cidade de Atlântida e Avenida Primeiro de Março, além do Largo Povo de Canelones.


Publicidade


As ações preveem a requalificação urbana desta área, incluindo um chafariz interativo na Praça do Imigrante. Estão previstas soluções de mobilidade para pedestres e veículos, sinaleiras inteligentes e iluminação em lâmpadas de LED. Além disso, haverá novos banheiros públicos e recursos de acessibilidade universal, como piso podotátil (faixas em alto-relevo no chão), além de rampas de acesso, entre outros investimentos.


O planejamento urbanístico e de paisagismo tornará o Centro mais dinâmico e funcional. Um chafariz interativo será uma das atrações a serem implementadas na Praça do Imigrante, além de outras soluções de mobilidade para pedestres e veículos, além de atrativos para as mais diferentes faixas etárias, tanto na Praça como no Calçadão.


“Vamos conduzir tudo de forma planejada e transparente. Esta é uma obra que deve ser vista como um benefício para toda a cidade, e não como um transtorno. Ainda que haja contratempos durante a execução dos trabalhos, é preciso lembrar que está área central será muito valorizada. Já estamos conversando com as entidades de classe para que todos os comerciantes e lojistas tenham a informação correta. Vamos ter um centro mais convidativo, bonito, atraente para todos os públicos”, destacou a prefeita Fátima Daudt.


O prazo inicial para a execução das obras é de um ano, mas dependerá das situações climáticas e dos imprevistos comuns neste tipo de intervenção devido à sua complexidade. Numa projeção realista, em julho de 2019 Novo Hamburgo terá um novo Centro.


CONFIRA FOTOS DE PROJEÇÕES DA PRAÇA DO IMIGRANTE E REGIÃO CENTRAL

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS