NOVO HAMBURGO

25°C

Publicidade

Lula ataca a imprensa e vários jornalistas são agredidos durante cobertura da prisão

Nota oficial divulgada pelo Sindicato dos Jornalistas de São Paulo é vergonhosa

08 de Abril, 2018 às 19:05

O fotógrafo Nilton Fukuda, da agência de notícias Estadão Conteúdo, foi atingido por militante da CUT. Denis Maciel/Diário do Grande ABC

Vários jornalistas foram agredidos, censurados e impedidos de trabalhar, nesta semana, durante a cobertura da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foram registradas agressões em São Bernardo do Campo e São Paulo, por simpatizantes de Lula, contra trabalhadores do SBT, Estadão, Correio Braziliense, Rede Globo, TV Band, BandNews, Rede TV, rádio Jovem Pan e rádio CBN.


Ocorreram agressões físicas e verbais, equipamentos foram quebrados e jornalistas foram expulsos de locais de cobertura por militantes da esquerda. Transmissões foram interrompidas. A Constituição foi desrespeitada – a liberdade de imprensa foi atacada pelos fãs de Lula.


Num desses ataques, o fotógrafo Nilton Fukuda, da agência de notícias Estadão Conteúdo, foi atingido por ovos. O registro fotográfico foi feito por Denis Maciel, do Diário do Grande ABC - confira registro da matéria aqui: http://www.dgabc.com.br/Noticia/2876341/manifestantes-atacam-jornalistas-em-sao-bernardo#


Além da tensão normal de uma cobertura com esse perfil, os ataques aos trabalhadores da imprensa foram turbinados por constantes ataques do ex-presidente à imprensa. Há algum tempo, o líder petista acusa e infla os ânimos de seus seguidores contra os trabalhadores da comunicação. No seu discurso antes de ser preso, Lula voltou a atacar veículos de comunicação de todo Brasil. E quem paga por tanta irresponsabilidade é o jornalista, que busca apenas exercer o seu trabalho.


Publicidade


No mesmo nível de covardia do ex-presidente, expondo os trabalhadores da comunicação à hostilidade da massa da manobra, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo divulgou nota oficial repudiando as agressões. A nota começa bem, mas o sindicato, que deveria priorizar a defesa dos seus representados, escancara sua parcialidade e, mais do que isso, afronta o Estado Democrático de Direito. Além disso, condiciona o fim das agressões à liberdade de Lula. É inacreditável. Confira o tem 6 da nota:


6 - Para impedir que casos de agressão e tentativas de censura se repitam é preciso que se retome a democracia, o que só será possível com Lula livre e com a garantia de o povo brasileiro poder votar legitimamente nas eleições de 2018.


A nota completa pode ser conferida aqui: http://www.sjsp.org.br/noticias/repudio-as-agresso...


O editor do Portal Martin Behrend já sofreu com práticas fascistas de governo liderado por PT-PCdoB e PDT. Censura e discriminação – práticas recorrentes no nazismo e fascimo – foram exercidas recentemente em Novo Hamburgo. Felizmente, a Câmara de Vereadores e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul repudiaram a censura e a discriminação do governo do ex-prefeito Luis Lauermann (PT) – confira os registros nos links: http://www.martinbehrend.com.br/noticias/noticia/i... e http://www.martinbehrend.com.br/noticias/noticia/i... .


Jornalistas nada mais são do que trabalhadores da informação. Recebem salários, têm contas a pagar e família para sustentar. Só que estão na linha de frente, narrando fatos, reportando acontecimentos, registrando a história. Agredir um jornalista é agredir a sociedade, que ficará privada de receber notícias e informações. Como citado anteriormente, dois regimes que trataram de calar os jornalistas foram o nazismo e o fascismo – em qualquer livro de História imparcial isso está registrado.


Cabe ainda ressaltar que, neste 7 de abril, foi Dia do Jornalista. A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Rio Grande do Sul (OAB/RS) fez alerta sobre a violência crescente contra os jornalistas brasileiros: http://www.martinbehrend.com.br/noticias/noticia/i...

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS