NOVO HAMBURGO

25°C

Publicidade

Estudante da Feevale é o único gaúcho numa aventura pela Europa patrocinada pela Red Bull

De 10 a 17 de abril, os competidores viajarão por países europeus e precisarão cumprir tarefas até chegar ao destino: Amsterdã

27 de Março, 2018 às 16:44

Felipe Machado é estudante de Design e terá na sua equipe participantes da Malásia e Ucrânia

Está no regulamento do evento: É vedado o uso de dinheiro. O participante não poderá receber, aceitar ou utilizar qualquer espécie de moeda exceto Red Bull; É vedado o uso de telefones celulares, computadores, tablets ou outros dispositivos, próprios ou emprestados, exceto o dispositivo do evento fornecido oficialmente; Não serão permitidas formas de viagem pré-organizadas. E por aí segue.


É neste ambiente de restrições e muita adrenalina que está se metendo Felipe Machado, acadêmico do curso de Design da Universidade Feevale. Ele foi escolhido para integrar a equipe internacional Wild Card Team do Red Bull Can You Make It? De 10 a 17 de abril, os competidores viajarão pela Europa – por no mínimo, quatro países - sem dinheiro e sem celular, utilizando apenas latas de Red Bull como moeda de troca.


As equipes partirão de diferentes pontos do continente europeu: Madri, Bucareste, Manchester, Estocolmo e Roma. E terão uma semana pra chegar em Amsterdã, capital da Holanda. Na bagagem, 24 latas de Red Bull e o smartphone entregue pela organização. Na caminhada, tarefas e desafios a serem superados. É aventura o tempo inteiro.


Dos 200 grupos selecionados para participar da competição, 199 são universitários e apenas a equipe de Machado é heterogênea, ou seja, formada por estudantes de diferentes lugares do mundo: o estudante de Design, do Brasil; Evangeline Chan, da Malásia; e Anastasiia Volchenkova, da Ucrânia.


Publicidade


Para Machado, será interessante cumprir o desafio com as integrantes do Wild Card Team, já que se conhecem apenas pela internet. “Vamos aprender na prática a importância do trabalho conjunto e o quanto as individualidades são fundamentais para alcançarmos objetivos em comum. Acredito que vou crescer muito como pessoa, pois o desafio se trata de uma vivência em que as relações humanas são as chaves para a sobrevivência, uma vez que seremos ajudados por completos estranhos. Além disso, espero conhecer lugares que jamais visitei e entender mais sobre as culturas locais, línguas, costumes e viver ao máximo cada minuto desta que será uma experiência inesquecível”, relata.



A viagem será transmitida para 60 países, bem como todo o percurso será registrado, nas páginas de Facebook, Instagram e YouTube da Red Bull. Durante a trajetória, Machado precisará de seguidores, curtidas e comentários nas postagens que fará em seu Instagram (@lipeomachado) por meio de um aplicativo em um dispositivo que a empresa fornecerá.


Quanto mais interações nas redes sociais, mais latas os competidores receberão para cumprir as tarefas, bem como para se alimentar, se locomover e dormir.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS