NOVO HAMBURGO

25°C

Publicidade

PT, PCdoB, PSOL, PDT e companhia plantam ódio há anos. A colheita atual é farta. E deve piorar.

Protestos durante a passagem da Caravana Lula pelo Rio Grande do Sul são resposta há anos de agressões

25 de Março, 2018 às 10:36

Em Bagé, teve militante do PT apanhando de relho e mobilização contra Lula. Cenas medievais. Divulgação

Milhões de brasileiros passaram anos calados, quietos, acuados. Desde a década de 1990, com o fortalecimento do PT e aliados, como PCdoB, PSol, PDT, tiveram de assistir pacificamente agressões de sindicatos, sindicalistas, MST e outros movimentos ditos populares. São cerca de duas décadas de uma guerrilha articulada em nome da "justiça social".


Fazendas foram saqueadas. Plantação, destruídas. Empresas acabaram depredadas. Trabalhadores sofriam ameaças. Ônibus eram depredados. Agressões ocorriam. Reputações de brasileiros, geradores de emprego e renda, foram sendo pisoteadas. Ninguém prestava.


Foi instituído o ódio de classes. Trabalhadores x Empreendedores, funcionários x patrões, vítimas x exploradores. O Brasil foi povoado pela raiva. Espumando rancor, lideranças de PT, PCdoB, PSOL, PDT e companhia atiçaram o povo à luta. Usaram brasileiros como massa de manobra. Pagaram militância para intimidar. Depredação virou rotina. Em nome de quem? Não era do povo, mas de poder.


Dos líderes de PT, PCdoB, PSOL, PDT e companhia, jamais se ouviu qualquer palavra de arrependimento. Jamais se ouviu qualquer pedido de desculpas. Jamais se condenou esses movimentos fascistas e orquestrados. Jamais se lamentou estradas trancadas. Jamais se lamentou milioNário prejuízos. Enquanto o povo sangrava na rua como massa de manobra, os caciques da pseudo-esquerda brasileira se empaturravam em banquetes molhando as mãos de empresas privadas participantes da roda da corrupção.


A passagem da Caravana Lula pelo Rio Grande do Sul mostrou que o ódio plantado em pelo menos duas décadas por PT, PCdoB, PSOL, PDT e companhia rendeu farta colheita. Quem semeia vento, colhe tempestade. Quem planta ódio, colhe revolta.


Vimos cenas medievais em alguns protestos. Militante apanhando de relho, estradas incendiando, jornalista sendo agredida, barricadas, agressões e outras cenas. Quem apanhou durante mais de 20 anos, decidiu agir. Cansou de ser humilhado em silêncio. Cansou de ver seus princípios éticos e morais sendo atacados.


Agora, lideranças do PT vem choramingar e lamentar os atos ocorridos no Estado. Hipócritas. Babacas. BABACAS. Ficaram mais de 20 anos lançando querosene no meio do incêndio. Atiçaram brasileiros. Disseminaram ódio diariamente. Criaram um Brasil de raiva. Ao invés de unir, só rancor e mentiras.


Lamentáveis alguns episódios registrados no Estado protagonizados por opositores a Lula, inclusive bloqueando estradas e impedindo a livre circulação de outros trabalhadores. Lamentável termos a liberdade atacada. Mas é o grito de quem apanhou calado durante anos.


PT, PCdoB, PSOL, PDT e companhia plantam ódio há anos. A colheita atual é farta. E vendo quem lidera as intenções de voto para presidente da República, deve piorar.

Autor

Martin Behrend

Saiba mais

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS