NOVO HAMBURGO

25°C

Publicidade

Novo Hamburgo derrota Brasil de Pelotas e deixa a zona de rebaixamento

Nas duas rodadas finais do Gauchão, Novo Hamburgo terá compromissos longe do Estádio do Vale

03 de Março, 2018 às 05:19

Centroavante Ricardo Lobo voltou a marcar e garantiu vitória anilada nesta sexta-feira. Adilson German/JEA Comunicação

Bravo, anilado! Contra um dos melhores times do Gauchão, uma vitória para respirar e sair da zona do rebaixamento. Com requintes de sofrimento e muita superação, os três pontos vieram na noite desta sexta-feira, no Estádio do Vale.


A vitória por 2 a 1 sobre o Brasil de Pelotas foi suada. Porém, virtudes como garra, dedicação e esforço não faltaram para o elenco anilado. O grito do torcedor nas arquibancadas do Estádio do Vale foi combustível importante para os atletas conseguirem o resultado positivo. Os gols do Noia foram marcados por Roberto Dias e Ricardo Lobo - este na segunda etapa.


Com o resultado, o ECNH soma 9 pontos e ocupa, momentaneamente, o 9º lugar na classificação. Como o Cruzeiro perdeu por 4 a 1 para o São Luiz também nesta sexta-feira, até o final desta rodada o Noia seguirá fora da zona do rebaixamento.


O próximo compromisso do Novo Hamburgo pelo Campeonato Gaúcho será quarta-feira, 7, contra o Veranópolis, fora de casa. E, fechando a rodada, encara o Avenida em Santa Cruz do Sul. A chance de se manter na Série A segue viva!


A PARTIDA


O Noia começou a partida pressionando e ocupando o campo adversário. Aos 3 minutos, o lateral Assis recebeu bom passe na ponta esquerda. Cercado de perto pela zaga Xavante, ele buscou a infiltração e arrematou por sobre a meta pelotense. Nova oportunidade surgiu aos 10 minutos. Xaro desviou de cabeça, na intermediária, e encontrou Jean Silva. O atacante observou a movimentação de Ricardo Lobo, próximo à meia-lua da grande área, que recebeu a assistência e bateu firme. O arqueiro Carlos Eduardo, adiantado, estava batido no lance, mas o arremate saiu pela linha de fundo.


Após isto, o jogo passou a ficar mais truncado. Muitas faltas para ambos os lados e o confronto ficou amarrado. O Brasil avançava pelos lados, porém, a defesa anilada controlava bem os ataques. O Noia, por sua vez, rondava a área rubra com cruzamentos e bolas paradas. O Novo Hamburgo construiu excelente trama pela esquerda. Jean Silva cruzou rasteiro para o interior da área e obrigou o zagueiro Leandro Camilo a jogar para escanteio. Na sequência do lance, aos 36 minutos, Xaro fez a cobrança com veneno e o levantamento foi como um passe açucarado para Roberto Dias. O zagueiro artilheiro subiu no terceiro andar e só empurrou a bola para o fundo da rede.


O goleiro Michel Alves brilhou para evitar a igualdade no marcador aos 44 minutos da etapa inicial. O Brasil saiu em um rápido contra-ataque pelo meio e Toty lançou Mossoró. O camisa 10 avançou livre e arrematou rasteiro para brilhante defesa do arqueiro anilado, que saiu fechando a meta.


SEGUNDA ETAPA


A segunda etapa seguiu no mesmo ritmo. A chegada mais forte saiu dos pés do ataque hamburguense. Xaro fez a roubada na intermediária defensiva e lançou para Jean Silva, aos 8 minutos. Bem ao seu estilo, ele disparou em velocidade. Pressionado pela defesa ainda conseguiu boa finalização, mas o disparo saiu à esquerda da meta de Carlos Eduardo.


Publicidade


Porém, o Brasil empatou o confronto aos 10 minutos. Léo Bahia aproveitou o rebote de Michel Alves, após finalização de Mossoró, e deixou tudo igual no Estádio do Vale.


Apesar do empate, o Anilado seguiu no controle das ações. Sempre com roubadas rápidas no meio-campo, o Noia criava espaços pelos lados do campo e perturbava a zaga Xavante.


No momento de dificuldade, o capitão Preto assumiu a responsabilidade da partida, aos 24 minutos. Dos seus pés saiu a assistência majestosa para o iluminado Ricardo Lobo. O centroavante, com extrema frieza, fuzilou a meta do Brasil de Pelotas para recolocar o Novo Hamburgo em vantagem.


Juninho quase fez o terceiro aos 31 minutos. Jean Silva arrancou pela esquerda, acabou caindo e se embolando com a zaga, mas a sobra ficou com o camisa 10. Ele invadiu a área e disparou uma bomba. Caprichosamente, a finalização passou raspando o travessão. O Noia novamente levou perigo, aos 43 minutos, em arrancada de Tiago Ott. Jean Silva foi desarmado, mas o volante anilado não desistiu da jogada e ficou com a sobra. Ele foi à linha de fundo e tocou para trás, porém, ninguém apareceu para conferir. Fim de jogo: Novo Hamburgo 2 x 1 Brasil-PEL.


O Novo Hamburgo se reapresentará na tarde deste sábado, 3, para iniciar a preparação visando a partida contra o Veranópolis. O confronto será no Estádio Antônio David Farina quarta-feira, 7, às 20 horas. Este será o penúltimo compromisso anilado pela primeira fase do Gauchão.


ÔNIBUS GRATUITO PARA VERANÓPOLIS


Após o jogo, o presidente Rosalvo Johann anunciou que a diretoria do Noia disponibilizará ônibus gratuito para os torcedores que desejarem acompanhar a partida entre Veranópolis e Novo Hamburgo, quarta-feira, na Serra. A partir de segunda-feira, 5, serão divulgadas as informações e período de inscrições.


CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO GAUCHÃO




RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS