NOVO HAMBURGO

29°C

Publicidade

As primeiras impressões do Gauchão 2018

Assim como em 2017, clube do interior começa bem, desbancando times da capital

02 de Fevereiro, 2018 às 13:47

Caxias está com 100% até o momento, já tendo derrotado Grêmio, Inter e Novo Hamburgo. Luiz Erbes/Caxias

Depois de quatro rodadas disputadas no Campeonato Gaúcho de 2018, já é possível fazer um diagnóstico e projetar o restante do campeonato. Assim como no ano passado, em que o Novo Hamburgo despontou na arrancada da competição, em 2018, o Caxias tomou esse posto seguido de perto pelo Brasil de Pelotas. Para muitos analistas, isso se deve ao fato de terem iniciado a preparação anteriormente à dupla Gre-Nal, porém, é preciso valorizar o trabalho desenvolvido de qualidade a longo prazo.


Em relação ao Caxias, ainda em 2017, o clube já obteve bons resultados, chegando à semifinal do Gauchão, da qual foi eliminado por erros de arbitragem. Já o Brasil de Pelotas não fez um Gauchão dentro do esperado no ano que passou, mas na Série B realizou boas partidas e a manutenção da base também é um fator que explica o sucesso do momento. Por isso que é necessário analisar com frieza e, sim, valorizar o trabalho do interior.


Já uma outra surpresa é a campanha do atual campeão Novo Hamburgo, que amarga a lanterna da competição e ainda não venceu. Fazendo um diagnóstico destas quatro partidas, é possível afirmar que o Novo Hamburgo demorou para encontrar a forma ideal de atuação. Depois de duas partidas horríveis, o time passou a melhorar e a vitória está cada vez mais perto. A classificação heroica na Copa do Brasil, somado ao fato de jogar as três próximas partidas dentro do Estádio do Vale podem ser determinantes para a retomada dos resultados positivos e, por consequência, a possibilidade de sonhar com a classificação para as próximas fases.



Um dos pontos positivos do campeonato é a manutenção de técnicos depois de quatro rodadas, algo quase inédito já que em outros campeonatos, depois de duas rodadas já havia troca nos comandos técnicos das equipes.



Em meio a tudo isso ainda podemos falar da dupla Gre-Nal. O Grêmio, com seu time de transição, foi uma decepção total. Sem vencer e com a pior defesa do campeonato, o planejamento foi modificado e o sábado já marca a estreia do grupo principal para fugir da zona de rebaixamento. Já o colorado passa por uma temporada de afirmação depois de retornar para a divisão principal do Brasileirão e apostar em um técnico novato para comandar a equipe em 2018. Mesmo assim, algumas atuações ainda assustam a torcida e é nítida a necessidade de melhora da equipe.


Publicidade


Em virtude de tudo isso, mais uma vez, é preciso valorizar o trabalho desenvolvido pelos clubes do interior que, com enormes dificuldades na parte financeira, apresentam campanhas de encher os olhos e nos fazem sonhar com mais um título do interior em 2018, assim como é preciso aguardar a sequencia de jogos para um natural crescimento de desempenho de Grêmio e Inter. Por todos esses fatores, teremos sim mais um Gauchão inesquecível.

Autor

Cássios Diogo Schaab

Saiba mais

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS