NOVO HAMBURGO

30°C

Publicidade

Prefeitura de São Leopoldo divulga Nota Oficial: Governo do Estado discrimina cidadão leopoldense

Atualizando, o governo Sartori deve mais de R$ 1,1 milhão ao hospital leopoldense

02 de Fevereiro, 2018 às 10:28

Prefeitura critica falta de repasse para o hospital leopoldense. Divulgação

A Prefeitura de São Leopoldo divulgou Nota Oficial nesta sexta-feira (02). Confira o texto na íntegra.



Governo do Estado discrimina o cidadão leopoldense


O governo do Estado do Rio Grande do Sul discrimina o Hospital Centenário, de São Leopoldo e , por consequência, faz mal à população da cidade que é atendida por um único hospital público. Prejudica também cidadãos de 18 municípios que precisam do Centenário no atendimento de referência em média e alta complexidade. No início de janeiro foram repassados mais de R$ 140 milhões para a saúde de municípios do Estado. Somente para hospitais, foram R$ 100 milhões. Nada para São Leopoldo.


Esta semana, foi anunciado repasse de mais R$ 176 milhões, sendo R$ 9 milhões somente para hospitais aqui do Vale do Sinos. Novamente, nem um tostão para o Centenário. Nem mesmo foi cumprida a ordem judicial de depósito dos irrisórios R$ 235 mil que o hospital deveria receber do Estado, atrasados desde setembro. A Prefeitura ganhou liminarmente, a Justiça determinou o pagamento, mas o Estado recorreu, está de posse do processo e desta forma inviabiliza que o dinheiro entre nos cofres do Município.


Atualizando, o governo Sartori deve mais de R$ 1,1 milhão ao hospital leopoldense.


O drama do hospital Centenário é grande e se arrasta há algum tempo. Mas tem piorado nestes últimos anos, especialmente por que não foi feita a orçamentação com o governo do Estado, na administração anterior do Município e o repasse – que deveria ser realizado mensalmente – ficou fixado em R$ 235 mil. A despesa mensal do HC chega perto dos R$ 9 milhões.


Publicidade


Apesar de várias tentativas, conversas, protestos, audiências, a situação do Centenário não sensibilizou o governo. Ao contrário, ao invés de ajudar com mais recursos, o governo estadual – no que parece ser uma retaliação política – simplesmente cortou os repasses.


É uma total falta de respeito, não com a administração da cidade ou com Fundação Hospital Centenário, mas com a população de São Leopoldo. Repudiamos esta atitude, que prejudica o cidadão leopoldense. A saúde é responsabilidade de todos os entes federados - Município, Estado e União.


A Prefeitura de São Leopoldo tem assumido a manutenção do Centenário, que esta à beira de um colapso. Vamos responsabilizar, sim, o governo estadual, por todos os prejuízos no atendimento hospitalar de nossa população. Cumpriremos a nossa parte até quando possível, mas não nos furtaremos em denunciar o descaso, a discriminação, a politização do que deve ser obrigação de quem governa um estado do tamanho do Rio Grande do Sul.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS