NOVO HAMBURGO

30°C

Publicidade

Prefeitura de São Leopoldo esclarece presença de CCs na vigília ao ex-presidente Lula

Muitos servidores do Executivo leopoldense ligados ao PT estiveram em Porto Alegre nesta semana

25 de Janeiro, 2018 às 14:49

Diretor-geral do Semae, Nestor Schwertner, ao lado de outros servidores da Prefeitura na capital gaúcha. Reprodução

A reportagem do Portal Martin Behrend foi procurada por alguns leitores de São Leopoldo intrigados. Muitos estão incomodados com o fato de diversos CCs da Prefeitura terem aparecido em Porto Alegre, principalmente na terça-feira e quarta-feira desta semana, participando da vigília e da mobilização em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – sua condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro foi mantida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).


A dúvida comum nas mensagens recebidas: podem servidores públicos abandonarem um dia de trabalho útil para prestigiar evento partidário? Lembrando: o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, é ex-presidente estadual do PT e um dos principais líderes da sigla no Estado.


Através de um contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de São Leopoldo, o Portal Martin Behrend recebeu a confirmação que vários CCs estiveram nos atos em defesa e apoio ao ex-presidente do Lula, mas que a situação de cada servidor precisa ser analisada individualmente.


Inicialmente, existem servidores em férias e, naturalmente, eles podem estar em qualquer lugar no período de descanso. Além disso, tem aqueles que estiveram na capital gaúcha fora do horário de trabalho. O horário da Prefeitura de São Leopoldo durante o verão (desde 1º de janeiro até depois do Carnaval) é das 8h30 às 14h30 - com atendimento ao público das 9 às 14 horas. Após as 14h30 qualquer servidor é livre para fazer o quiser.


Além disso, foi realizada uma reunião no começo da semana com vários setores da Prefeitura, onde ficou determinado que todo e qualquer servidor público, de carreira ou de indicação política (cargo em comissão, o conhecido CC), que se identifique fora de seu horário de seu local de trabalho de maneira injustificada, tenha o dia descontado da próxima folha de pagamento.


Publicidade


Ainda, segundo a Prefeitura, os casos de servidores públicos da Administração Direta e Indireta (como no caso do Semae, que é uma autarquia), que estão sendo identificados em redes sociais durante atividades políticas ou pessoais durante o horário em que deveriam estar em serviço, serão notificados do desconto. O desconto será efetuado, possivelmente, na folha de fevereiro porque a folha deste mês já está em processo de fechamento.


O Portal Martin Behrend apurou dois casos. A secretária-adjunta de Educação, Marileia Sell, publicou fotos em rede social durante as manifestações. Ela está em férias. Já o diretor do Semae, Nestor Schwertner, que também foi visto na capital gaúcha, se antecipou: ele justificou antecipadamente sua ausência para efetuar o desconto pelo dia não trabalhado na folha de pagamento.


Além dessa determinação, a Prefeitura informa que ainda existe o controle biométrico. Caso algum servidor não tenha registrado sua presença e não justificar a ausência, terá automaticamente desconto na folha de pagamento pelo dia não trabalhado. O cidadão leopoldense também pode fazer denúncias através do site da Prefeitura.


Agora, sobre as tarefas e demandas que ficaram para trás, cada um terá de se puxar pra colocar as atribuições em dia e nao prejudicar o atendimento aos leopoldenses.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS