NOVO HAMBURGO

30°C

Publicidade

Empresas calçadistas de Novo Hamburgo negociam mais de R$ 1,7 milhão em produtos na Couromoda 2018

Foram comercializados 35.658 pares/ peças de produtos hamburguenses em 205 contratos firmados

25 de Janeiro, 2018 às 11:04

Empresas de Novo Hamburgo ficaram no Estande Coletivo do Rio Grande do Sul. Divulgação

A 45ª edição da Feira Internacional de Calçados, Artefatos e Acessórios de Moda, a Couromoda, que ocorreu entre os dias 15 a 18 de janeiro, em São Paulo, contabilizou R$ 1.767.330,00 em negócios entre as 15 empresas de Novo Hamburgo que participaram do Estande Coletivo do Rio Grande do Sul. Ao todo, foram comercializados 35.658 pares/ peças de produtos hamburguenses em 205 contratos firmados.


Em edições anteriores, como em 2015, os negócios realizados pelos calçadistas de Novo Hamburgo durante a Couromoda chegaram a R$ 3,23 milhões, com mais de 48 mil pares vendidos. Naquela oportunidade, contudo, eram 26 empresas que participavam e o aluguel pago pela Prefeitura era muito mais elevado que o atual - R$ 138 mil em 2018. Na Couromoda 2015, o aluguel custou cerca de R$ 500 mil. Já na Francal 2015, por exemplo, o valor da locação foi de R$ 329.067,36. Por sua vez, na Couromoda de 2016 o valor da locação foi de R$ 375.739,45


Ainda, com a participação na feira, as empresas iniciaram outros 314 negócios que deverão ser concluídos no futuro. “Esta foi a nossa primeira inserção no Estante Coletivo do Estado na Couromoda. Avaliamos como muito positiva. A articulação com a ACI-NH/CB/EV, Sebrae-RS e Governo do Estado ofereceu a oportunidade para a participação dos expositores em um espaço com maior visibilidade, otimizando recursos públicos através de um investimento compartilhado e garantindo o acompanhamento da evolução das empresas ao longo do ano pelo monitoramento do Sebrae”, comenta a Secretária de Desenvolvimento Econômico de Novo Hamburgo, Paraskevi Bessa-Rodrigues.


A pasta é responsável pelo investimento e a organização das empresas de Novo Hamburgo na Feira. O espaço gaúcho foi organizado em conjunto pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/EV), a Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do RS e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RS).


MUDANÇA


Publicidade


Diferentemente dos últimos anos, quando Novo Hamburgo tinha estande próprio nas feiras Francal e Couromoda, o governo Fátima Daudt decidiu ajustar a participação das empresas hamburguenses na feira. A primeira ação foi na Francal 2017 e, agora, ocorreu na Couromoda 2018. Os principais motivos foram:


- Redução e economia no valor da locação do espaço. Em 2017, a Prefeitura pagou para a Couromoda R$ 210.324,50; neste ano, o valor pago foi R$ 138.188,75.


- A Prefeitura começou a observar com mais rigor a documentação de empresas locais que se candidatam ao Estande Coletivo. Nas gestões anteriores, algumas empresas reclamavam que outras, sem toda documentação exigida, eram beneficiadas pela Prefeitura. Agora, a análise da documentação é mais criteriosa e rigorosa.


- Com o crescimento de visitantes e negócios nas feiras calçadistas Zero Grau e Sicc, em Gramado, alguns fabricantes de Novo Hamburgo estão preferindo priorizar participação nestas duas feiras no Rio Grande do Sul, deixando de lado os eventos de São Paulo.


- O subsídio da Prefeitura para a participação de empresas calçadistas de Novo Hamburgo em feiras é uma grande iniciativa. Essa ideia teve início na gestão do ex-prefeito Jair Foscarini, foi ampliada e reforçada nos mandatos de Tarcísio Zimmermann e Luis Lauermann e, necessitando de ajustes e adequações, segue num novo formato no governo de Fátima Daudt. Política para a comunidade é assim: se dá continuidade às boas ideias, ajustando aquilo que está errado,


RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS