NOVO HAMBURGO

26°C

Publicidade

Tradicional empresa de Novo Hamburgo inaugura unidade industrial no Paraná

Além da sede em Novo Hamburgo, indústria tem unidades na Bahia, Argentina e México

06 de Janeiro, 2018 às 11:41

Planta industrial entra em funcionamento nesta segunda-feira. Tintas Killing/Divulgação

Em tempos de crise, planejamento e execução. E 2018 começa com a consolidação de um grande investimento da Tintas Killing. Com mais de 55 anos de história, a indústria com sede em Novo Hamburgo inaugura nesta segunda-feira (8) uma nova unidade em Curitiba, no Paraná. A estimativa é que a empresa esteja investindo cerca de R$ 10 milhões neste projeto – capital próprio –, que faz parte do planejamento estratégico elabora há alguns anos.


A planta industrial na capital paranaense tem 5 mil metros quadrados e terá como foco o desenvolvimento de tintas imobiliárias. A jornalista Giane Guerra, da Rádio Gaúcha e Zero Hora, entrevistou o presidente da empresa, Milton Killing. Ele revelou que o motivo do investimento é estar mais próximo dos clientes do Centro-Oeste, Sudeste e Paraná. “Vamos ter melhoria em nosso atendimento e na logística. Quem conhece nossos produtos, aprova. Vamos ter mais agilidade”, destacou na entrevista. Segundo ele, a distância e os custos operacionais para transporte dos produtos de Novo Hamburgo para o Centro do país foram fator decisivo para investir nesta planta.


Em nota repassada ao Jornal do Comércio, o diretor da empresa Paulo Moreira destacou as oportunidades de trabalho que estão sendo criadas. "Nesse primeiro momento devemos gerar cerca de 100 novas vagas entre diretas e indiretas, além de parcerias com pelo menos 12 empresas locais”, comentou.


Publicidade


Como parte da produção de tintas imobiliárias será levada para o Paraná, não foi divulgado se haverá redução de funcionários na sede em Novo Hamburgo, que produz praticamente todos os produtos e linhas da Killing. A matriz fica na avenida 1º de Março, 3430, no bairro Industrial. Se o projeto do Paraná foir bem-sucedido, a planta industrial poderá ser ampliada e a produção de tintas imobiliárias ser intensificada em Curitiba.


A Tintas Killing também tem unidades na Bahia, Argentina e México, sendo que nestes três locais o foco são adesivos para as indústrias calçadistas e também de colchões.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS