NOVO HAMBURGO

35°C

Publicidade

Alunos soldados da BM prendem em Novo Hamburgo suspeito de homicídio

Homem não é brasileiro, não fala português e pode ser argentino, de acordo com a língua que ele fala

04 de Janeiro, 2018 às 08:28

Homem foi conduzido à Polícia Civil na tarde desta quarta-feira. Jonas Spindler/Divulgação

Na tarde de terça-feira (2), o comandante do 3° Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Márcio Uberti Moreira, recebeu na sede o batalhão os alunos soldados que estão reforçando o policiamento na cidade de Novo Hamburgo. Os alunos soldados da Escola de Formação e Especialização de Soldados (EsFes) de Montenegro iniciaram nesta quarta-feira (3) o estágio operacional, que terá duração até o mês de fevereiro.


Já no primeiro dia, na tarde de ontem, na rua Bento Gonçalves, alunos soldados da Brigada Militar prenderam homem suspeito de ter cometido um homicídio na cidade de Esteio. Os alunos brigadianos, estreando no estágio operacional em Novo Hamburgo, abordaram um indivíduo identificado como J.V.V.V., 27 anos, e o mesmo portava consigo documentos de uma terceira pessoa.


Posteriormente, descobriu que se tratavam de documentos pessoais que uma pessoa perdeu na cidade de São Leopoldo. Além disso, o homem é suspeito de ter assassinado um homem de 38 anos na cidade de Esteio, em 31 de dezembro de 2017.


Publicidade


O homem não é brasileiro, não fala português e deve ser argentino, de acordo com a língua que ele fala. Foi conduzido à delegacia da Polícia Civil para registro do fato e posteriormente conduzido à Polícia Federal para tomada das medidas legais cabíveis.


ALUNOS SOLDADOS


O reforço dos alunos soldados em Novo Hamburgo será empregado no policiamento ostensivo, sendo aplicados segundo as demandas identificadas em análise criminal do Sistema Avante, ampliando a percepção de segurança, dando visibilidade às ações policiais, visando combater e reduzir os índices de criminalidade.


ESCLARECIMENTO AOS LEITORES


O Portal Martin Behrend recebe informações em parceria com o setor de Comunicação da Brigada Militar, especialmente do CRPO/VRS. Por uma orientação interna, são enviadas aos veículos de comunicação apenas as iniciais dos nomes - ou, algumas vezes, apenas a descrição da pessoa. Em razão da estrutura do Portal Martin Behrend, não é possível apurar em cada ocorrência policial o nome completo dos elementos. Em virtude dessa realidade, são publicadas somente as iniciais dos envolvidos nas ocorrências.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS