NOVO HAMBURGO

27°C

Publicidade

Estacionamento rotativo de Novo Hamburgo se prepara para revolução tecnológica

Chegada de novo sistema vai aposentar as folhinhas de papel da Faixa Nobre e conter espertalhões que se apropriam de vagas

04 de Dezembro, 2017 às 16:18

Estacionamento rotativo de Novo Hamburgo precisa passar por atualização urgente

O Centro de Novo Hamburgo foi loteado por alguns motoristas espertalhões. Isso vem ocorrendo com intensidade há dois anos. Eles estacionam seus veículos às 8 da manhã e só retiram oito ou dez horas depois. Muitas vezes, ajudam a afastar o próprio cliente da sua loja ou estabelecimento.


Não importa: alguns malandrões, sabedores que a fiscalização da Faixa Nobre é precária e praticamente inexiste em razão do sucateamento do sistema, viraram os donos do Centro. E posicionam seus veículos nas vagas que muitas vezes deveriam ser dos clientes, que acabam indo comprar em shoppings ou outros locais da cidade. São os praticantes do jeitinho brasileiro – turbinados, naturalmente, pela omissão da Prefeitura de Novo Hamburgo. Um jeitinho meio burro, pois estão matando seus negócios. Hoje, estacionar na região central é tarefa de gincana.


Isso tudo deve começar a mudar a partir de 2018. A Prefeitura, através da Companhia Municipal de Urbanismo (Comur), vem trabalhando para aposentar as atuais folhinhas de papel da Faixa Nobre e oferecer à comunidade e visitantes um moderno sistema de estacionamento rotativo pago. O município, na comparação com outros municípios gaúchos, está há anos atrasado.


A autarquia municipal estuda a implantação de sistema automatizado de gerenciamento da Faixa Nobre, que permitirá a fiscalização e o pagamento dos valores relativos ao estacionamento rotativo na modalidade online, através da rede mundial de computadores, inclusive mediante a aquisição de créditos de estacionamento sem a necessidade da utilização de tíquetes ou cartões de estacionamento em meio físico, mediante cadastro de usuário em sistema próprio onde deverão ser informadas as placas dos veículos.


Esses créditos poderão ser adquiridos de diferentes formas: em aplicativo específico para celulares, através do browser de navegação em computadores, junto aos fiscais do sistema e aos comerciantes que possuam aparelhos “pós” (a exemplo do que acontece com as recargas de telefones celulares). Estuda-se também a possibilidade de aquisição através de central de atendimento telefônico e por meio de SMS.


Publicidade


Cada fiscal portará um smartphone conectado ao sistema de gerenciamento. Assim, ao consultar uma placa, será informada a situação daquele veículo em tempo real (regular ou irregular), bem como a localização de estacionamento do automóvel através de serviço GPS. Com esse sistema, os parquímetros poderão estar descartados. A necessidade de implantação de parquímetros ainda está sendo objeto de estudo.


Esse novo sistema tem o apoio de entidades do comércio de Novo Hamburgo, que estão envolvidas diretamente com o projeto. Embora Sindilolas e CDL-NH façam campanhas internas junto a seus colaboradores, muitos ignoram os pedidos e estacionam as vagas por horas a fio, afugentando clientes do Centro. A intenção das atividades é viabilizar esse novo sistema a fim de tornar a região central mais atraente e acessível para clientes.


A equipe da Comur respondeu questões enviadas pelo Portal Martin Behrend



- Quando será realizada a licitação para o novo sistema de estacionamento rotativo? O processo de licitação está em sua fase interna, de preparação do termo de referência que conterá a descrição do sistema e demais especificações técnicas.



Qual a previsão de aplicação desse novo sistema? Um novo sistema depende de uma nova regulamentação, que se dá através de Decreto do Poder Executivo. Uma reunião técnica entre Prefeitura e Comur com a finalidade de discutir essa nova regulamentação será realizada em dezembro.



Serão contratados novos fiscais ou será mantido o mesmo número de fiscais - cerca de 20? Não há previsão de aumento no número de fiscais, até porque um sistema informatizado tem como uma das funções otimizar o trabalho que era realizado apenas manualmente, o que possibilita um ganho de produtividade com a mesma quantidade de recursos humanos.


Como será feita a fiscalização em ruas que hoje não têm fiscalização? A fiscalização do sistema, no âmbito administrativo, é realizada pelos fiscais da Faixa Nobre. A fiscalização no tocante às infrações de trânsito (que envolve o exercício do poder de polícia) é realizada pelo agente de trânsito, papel que é desempenhado pela Guarda Municipal.


Será possível fazer o pagamento pela utilização através do celular, como é em Canela? Uma vez implantado o sistema informatizado, sim.



Será aumentada área de estacionamento rotativo ou será mantido em 1.800 lugares - aproximado? Quem define a área de abrangência da Faixa Nobre é a autoridade de trânsito municipal. Não temos informação sobre o aumento do perímetro de estacionamento.


O Consepro terá alguma gerência nos recursos do estacionamento rotativo? Não temos informação sobre o assunto.


O nome Faixa Nobre seguirá sendo usado ou será extinto? Temos ciência de que todas as demais cidades que instituíram o estacionamento rotativo utilizam, em sua maioria, as denominações “Área Azul” ou “Zona Azul”. A definição do nome será realizada em conjunto com a implantação do novo sistema.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS