NOVO HAMBURGO

29°C

Publicidade

Em nove meses, RGE Sul trocou mais de dois mil postes em Novo Hamburgo

Troca de postes de madeira por estruturas de concreto é fundamental para melhoria no fornecimento de energia elétrica

30 de Novembro, 2017 às 17:07

A troca de postes é permanente e gradativa, obedecendo à programação de obras e logística de desligamentos para execução do serviço. Divulgação

Nos primeiros nove meses de 2017, a RGE Sul investiu R$ 11,07 milhões em Novo Hamburgo, obras que compreendem todos os pontos do sistema elétrico da cidade. Neste período a distribuidora do Grupo CPFL construiu 16 Km de rede elétrica nova e substituiu 2.126 postes de madeira por concreto. De janeiro a setembro, a empresa aplicou R$ 4,29 milhões em obras para adequações das redes, troca de transformadores, manutenção de religadores e reguladores de tensão, reforma de redes de distribuição, substituição de cabos de linhas já existentes.


Segundo relatório apresentado na CPI da AES Sul, em novembro de 2014, o município conta com mais de 24 mil postes. Na oportunidade da CPI, uma das maiores queixas da comunidade eram o estado precário de postes de madeira, que facilmente quebravam ou tombavam, interrompendo seguidamente o fornecimento de energia elétrica no município.


Uma das principais determinações da investigação conduzida pelos parlamentares foi pressionar a concessicionária a acelerar a substituição da madeira por postes de concreto. Do total aplicado na cidade, R$ 2,82 milhões foram destinados a novas ligações urbanas e rurais, de núcleos habitacionais e substituição de medidores de baixa, média e alta tensão, reforma e modernização das redes. A concessionária investiu também R$ 980 mil na melhoria dos níveis de tensão, principalmente na instalação de novos componentes e novas fontes de abastecimento.


Publicidade



O esforço da RGE Sul em Novo Hamburgo é voltado para a melhoria na distribuição de energia para os seus 102 mil clientes na cidade. “Esses investimentos resultam em melhorias no abastecimento das empresas, indústrias e nas residências. Certamente são obras que melhoram a qualidade e dão mais confiabilidade ao sistema de distribuição de energia", diz o Consultor de Negócios da RGE Sul, Thiago Oliveira. Outros R$ 2,08 milhões foram investidos em equipamentos com foco na troca de postes de madeira por novas unidades de concreto.


A troca de postes é permanente e gradativa, obedecendo à programação de obras e logística de desligamentos para execução do serviço, equipes de caminhão e materiais. No mês de junho, por exemplo, a distribuidora trocou 145 postes com um aporte de R$ 300 mil. A obra, que teve o envolvimento de 60 profissionais, beneficiou 4.750 clientes dos bairros Petrópolis e Boa Saúde.


A empresa utiliza o que há de mais avançado em tecnologia de cabos protegidos e multiplexados. Esses materiais são mais resistentes, por isso em dias de temporais e ventania, é menor o risco de interrupção no fornecimento. Somente neste ano (de janeiro a setembro) a RGE Sul investiu 267,8 milhões em obras e melhorias em todos os 118 municípios de sua área. O montante representa 42% a mais em investimento, comparado ao mesmo período de 2016, quando o valor aplicado foi de R$ 188,6 milhões.


Sobre a RGE Sul


A Rio Grande Energia (RGE) Sul é uma das distribuidoras de energia elétrica do Grupo CPFL Energia no Rio Grande do Sul e tem atuação na Região Metropolitana, Centro e Leste do Rio Grande do Sul. A concessionária atende a 1,3 milhão de clientes em 118 municípios gaúchos, tem 100 mil km² de área de abrangência e 65 mil Kms de rede de distribuição. A base de suas operações fica em São Leopoldo.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS