NOVO HAMBURGO

13°C

Publicidade

Miguel Schmitz e Rosalvo Johann recebem títulos de Cidadão de Novo Hamburgo 2017

O título de Cidadão de Novo Hamburgo é a maior distinção outorgada pelo Parlamento hamburguense.

29 de Novembro, 2017 às 14:39

Rosalvo Johann e Miguel Schmitz no descerramento das placas na Câmara de Vereadores. CVNH/Divulgação

O Plenário Luiz Oswaldo Bender ficou lotado de familiares, amigos e convidados para prestigiarem o ex-prefeito Miguel Henrique Schmitz e o empresário e ex-dirigente do Esporte Clube Novo Hamburgo Rosalvo Antônio Johann. Ambos receberam os títulos honoríficos de “Cidadão de Novo Hamburgo”, na noite desta terça-feira, 28 de novembro. O Decreto Legislativo nº 5/2017, assinado pelos 14 vereadores, concedeu a honraria aos homenageados de 2017. A láurea é concedida anualmente, conforme estabelece a Lei Municipal 2.672/2014, a pessoas que tenham prestado relevantes serviços ao Município. O título de Cidadão de Novo Hamburgo é a maior distinção outorgada pelo Parlamento hamburguense.


Compuseram a Mesa Diretora da solenidade os dois homenageados, a presidente da Câmara de Novo Hamburgo, vereadora Patricia Beck (PPS), a prefeita de Novo Hamburgo, Fátima Daudt (PSDB), e o vice-presidente da Câmara, vereador Naasom Luciano (PTB). A Tribuna de Honra foi ocupada pelo secretário da Fazenda de Novo Hamburgo, Gilberto dos Reis, pelo diretor geral da Faccat, Delmar Henrique Backes, pelo presidente do Conselho de Acionistas do Grupo Sinos, Mário Gusmão, pelo presidente do Esporte Clube Novo Hamburgo, Juarez Radaelli, pelo presidente do Conselho Deliberativo do Esporte Clube Novo Hamburgo, Nemauro Oscar Walber, e pelo treinador campeão gaúcho de 2017 pelo Noia, Beto Campos.


No início das atividades da noite, o público presente assistiu a dois vídeos produzidos pela TV Câmara NH que ressaltaram pontos importantes das trajetórias dos dois homenageados. Os filhos de Miguel Schmitz e Rosalvo Antônio Johann, Fábio Schmitz e Rosalvo Johann, falaram na tribuna sobre as trajetórias dos pais. Em seguida a TV Câmara NH divulgou mais um vídeo com depoimento de uma pessoa muito importante na vida de Maneca, a professora e escritora, Ione Maria Rocha Jaeger.


Antes das falas dos homenageados, Naasom Luciano e Patricia Beck fizeram as entregas dos quadros de homenagem aos agora “Cidadãos de Novo Hamburgo, Miguel Schmitz e Rosalvo Johann.

Miguel Schmitz destacou que o momento lhe fazia extremamente emotivo. "Além da homenagem, sinto-me lisonjeado por estar aqui na noite de hoje. Esta terra generosa acolheu meus pais e seus cinco filhos. Aqui estabelecemos a base de nossas atividades, onde conheci a minha esposa, fiz a minha vida e minha história Por mais de 70 anos vivo Novo Hamburgo. Aqui desenvolvo ainda meus trabalhos. Sempre aceitei os mais diversos desafios e busquei realizar minhas obrigações com zelo e compromisso com nossa terra. E o meu amor por nossa cidade só cresce", disse de forma comovida o homenageado.


Maneca falou sobre a felicidade de receber o título e dedicou-o aos companheiros de direção do anilado. “A felicidade em receber essa homenagem é indescritível, tanto para mim quanto para minha família. As minhas realizações de vida foram oportunizadas, também, por essa comunidade. Sei que nossos atos servem de exemplos para muitos, mas não vivemos momentos fáceis. Passamos por situações delicadas. Fico muito feliz por ser reconhecido como cidadão hamburguense, mas essa não é apenas uma honraria minha, mas sim de todos os companheiros daqui da nossa cidade. E, principalmente, graças ao nosso Esporte Clube Novo Hamburgo”, destacou Rosalvo Johann.


A DISTINÇÃO



A Lei Municipal nº 2.672/2014 dispõe que apenas um título de cidadão será concedido por ano, mas abre exceção para casos em que o homenageado seja estrangeiro ou em que haja um acontecimento extraordinário que justifique uma segunda indicação. Em 2017, como forma de reconhecimento também ao título gaúcho conquistado pelo Novo Hamburgo – destituindo a supremacia da Dupla Gre-Nal pela primeira vez no século XXI e apenas pela terceira vez desde 1954 –, os vereadores decidiram por homenagear Rosalvo Johann, o Maneca, figura forte no colegiado administrativo instaurado no clube no final de 2016 e fundamental na formatação do elenco e da gestão no início de 2017.


Saiba mais sobre os homenageados



MIGUEL SCHMITZ


Atual diretor de Relações com a Comunidade do Grupo Editorial Sinos, Miguel Schmitz é natural de Bom Princípio. Mudou-se para Novo Hamburgo durante a adolescência, onde se formou técnico em contabilidade pela Escola Técnica de Comércio São Jacó. Iniciou sua carreira como auxiliar de escritório, até assumir vaga de tesoureiro no então Instituto Nacional de Previdência Social (INPS). Entre 1967 e 1972, exerceu o cargo de agente-adjunto do órgão no Município, até afastar-se para concorrer ao cargo de prefeito. Eleito, exerceu o mandato entre 1973 e 1977.


Publicidade


Durante o período, aumentou em 77% a geração de empregos. Com o incentivo à indústria e a composição do Parque Industrial, foram abertos durante sua gestão 583 novos estabelecimentos comerciais na cidade. Em 1973, constituiu a Fenac S/A. Também criou a Galeria de Artes Municipal e implementou o Plano Local de Desenvolvimento Integrado. No setor educacional, construiu e ampliou dezenas de escolas. Por meio do Movimento Brasileiro de Alfabetização (Mobral), propiciou o ensino das letras a 1.550 alunos.


No sistema viário, atuou fortemente no asfaltamento de ruas. Durante seus quatro anos de governo, mais de 350 mil metros quadrados de inúmeras vias municipais foram pavimentadas. No saneamento, as melhorias também foram significativas: aumentou a extensão da rede de água de 82 para 223 quilômetros, construiu reservatórios e aumentou a capacidade de abastecimento de 35 para 400 litros por segundo.


Miguel também atuou como presidente da Fundação Gaúcha do Trabalho, diretor-técnico da Fundação de Educação Social e Comunitária e diretor da Fundação Metropolitana de Planejamento (Metroplan). Aposentou-se como fiscal de contribuições previdenciárias, o equivalente ao atual cargo de auditor-fiscal da Receita Federal. Em 1987, ingressou no Grupo Sinos, onde passou por diversos setores, chegando inclusive a acumular a direção das áreas de circulação, comercial e redação durante dois anos. Atualmente, integra também o Conselho Curador da Fundação Semear.


ROSALVO JOHANN


Rosalvo Antônio Johann, também chamado carinhosamente de “Maneca”, nasceu no dia 31 de março de 1952, no hoje município de Brochier, antigo distrito de Montenegro. Aos 11 anos, mudou-se com a família para Novo Hamburgo. Estudou no Colégio Dom Pedro II e, aos 13 anos, começou a trabalhar com o pai na distribuição de produtos alimentícios, tornando-se depois também empresário do mesmo ramo.


E sua trajetória de vida está diretamente interligada ao Esporte Clube Novo Hamburgo (ECNH), onde dedicou muita amor e paixão e investiu grande parte de seu tempo em prol do crescimento da instituição esportiva. Irmão do ex-atleta anilado Loivo, uma de suas primeiras atividades administrativas foi com a reorganização das categorias de base do clube no final da década de 1990. Integrou o colegiado anilado em várias gestões e esteve à frente da presidência do ECNH em três oportunidades: de 1999 até 2001; de 2003 a 2004; e de 2007 a 2008. Em seu último ano como presidente, em 17 de agosto de 2008, foi inaugurado o Estádio do Vale, uma das grandes conquistas do Novo Hamburgo para seu centenário de fundação, completado em 2011.


As obras da nova casa anilada foram iniciadas em janeiro de 2006. O antigo estádio do clube, o Santa Rosa, foi vendido à Feevale, em 2001. Com os recursos da venda foi possível dar início ao projeto do novo lar anilado. Rosalvo acompanhou de perto, como membro da comissão de obras, a construção da nova sede do time até sua inauguração. A construção do Estádio do Vale, localizado no terreno em frente à rua Santa Tereza, no bairro Liberdade, em Novo Hamburgo, foi resultado do esforço obstinado de torcedores e dirigentes como o Maneca, para preservar o patrimônio da torcida anilada, para a renovação da instituição e preparação para novos desafios. E o melhor ainda estava por vir.


No final de 2016, Rosalvo voltou à linha de frente do clube para ajudar na formatação e gestão da instituição, ajudando a formatar o plantel de jogadores do ECNH que se sagrou Campeão Gaúcho de 2017, capitaneando a diretoria ao longo de toda a campanha vitoriosa do título, até então, inédito da agremiação esportiva.


Mas a trajetória vitoriosa de Maneco traz também fatos que demonstram que o amor dele pelo clube vai além das conquistas. No final da década de 1990 e início dos anos 2000, já presidente, era normal vê-lo na bilheteria do antigo Estádio Santa Rosa, vendendo ingressos para os torcedores. O empresário era visto com frequência na cozinha, onde ajudava preparando o molho do cachorro quente. Nos intervalos das partidas, também vendia lanches e bebidas.


Além da dedicação e do incentivo ao esporte, Maneco participa hoje de ações de cunho social, em especial junto à Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no bairro Santo Afonso, e junto à Catedral Basílica São Luiz Gonzaga, no centro de Novo Hamburgo, na qual já integrou o conselho econômico.


Assessoria de Imprensa/Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS