NOVO HAMBURGO

35°C

Publicidade

Espionagem do Grêmio? O caso do drone e uma desonestidade jornalística

Reportagem da ESPN revelou que Grêmio estaria espionando adversários com ajuda de drone

21 de Novembro, 2017 às 10:12

Reportagem aponta suposto espião contratado pelo Grêmio colocando drone para espionar Lanús. Reprodução

A ESPN divulgou nesta segunda-feira (20.11) reportagem denunciando: o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense espionou adversários com drones ao longo da temporada. Inclusive o Lanús, da Argentina, adversário na decisão da Libertadores, que terá sua primeira partida disputada nesta quarta-feira, na Arena do Grêmio.


A matéria investigativa foi produzida pela jornalista Gabi Moreira. São vários elementos que apontam para a espionagem. Num primeiro momento, a ESPN não apresenta documentos ou contratos de que o espião estaria a trabalho do Grêmio, mas os vários indícios coletados confirmam que alguém estava espionando clubes de futebol – adversário do tricolor.


É, sem dúvidas, uma reportagem muito interessante. A riqueza de elementos mostra que a jornalista ficou durante cinco meses apurando e checando diferentes informações. O Grêmio, inicialmente, nega que tenha contratado alguém para espionar e quer manter o foco na decisão da Libertadores. O que está correto. Depois da final, é provável que o tricolor se manifeste de forma mais aprofundada sobre o tema e cobra provas documentais da ESPN.


Gostei da reportagem, do caráter investigativo, da apuração das informações. Contudo, a matéria comete dois pecados capitais. E, um deles, considero uma desonestidade jornalística.


Publicidade


- O Grêmio, se usou um drone para espionar adversários, cometeu um crime? O Grêmio agiu fora da lei? O Grêmio agiu criminosamente? O Grêmio pode ser punido, desclassificado? Ou o Grêmio foi malandro, esperto, imoral ou antiético – como preferirem? A reportagem não diz. A reportagem não informa se o Grêmio agiu fora da lei e se pode ser punido. Usar drone é crime? A reportagem não informa. Ou seja, a reportagem traz uma denúncia de algo dentro da lei? Isso é denúncia? Faltou essa informação valiosa: foi crime ou usar drone é legal?


- Durante a reportagem, a jornalista Gabi Moreira usa dois jogos para justificar que as espionagens foram fundamentais para duas vitórias do Grêmio, sobre Vasco e Ponte Preta, ambas na Arena. Só um detalhe: na vitória sobre o Vasco, um dos gols foi marcado numa cobrança de penalidade máxima, e sobre a Ponte, um dos gols foi marcado após a bola desviar num zagueiro e enganar o goleiro.


Será que a colega jornalista acredita que o árbitro do jogo com o Vasco e o zagueiro da Ponte, que desviou a bola, foram influenciados pelo drone? Como uma matéria jornalística pode dar a entender que um drone influenciou a marcação de uma penalidade e o desvio do zagueiro da Ponte, fundamental pro Gêmio marcar um gol? Isso se chama desonestidade jornalística. Não é possível que uma experiente profissional trate o espectador como um alienado. Querer sustentar que o drone espião fez a diferença numa marcação de penalidade e num desvio de bola de zagueiro é tratar o público como imbecil.


De resto, parabéns pela reportagem, apuração dos fatos e pelo espaço oferecido à direção do Grêmio para se manifestar, garantindo o contraponto. Uma lástima essa falta de informação valiosa – se houve crime ou não – e essa desonestidade jornalística, tratando o espectador como um ser acéfalo e alienado.


A reportagem pode ser conferida aqui: http://cdn.espn.com.br/video/5392432_WEB%20ESPIAOG...

Autor

Martin Behrend

Saiba mais

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS