NOVO HAMBURGO

29°C

Publicidade

O monumento mais importante de Novo Hamburgo completa 90 anos e terá projeto para restauração

Inauguração do Monumento ao Imigrante envolveu três dias de intensa programação, de 13 a 15 de novembro de 1927

14 de Novembro, 2017 às 19:17

Programação envolvendo a inauguração do Monumento ao Imigrante, de 13 a 15 de novembro de 1927. O 5 de Abril

Ele representa o símbolo da pujança e do espírito comunitário de Novo Hamburgo. A torre foi erguida no primeiro lote colonizado no município e ficou bem mais imponente que o monumento planejado por São Leopoldo. Sua imagem está no coração da bandeira do município.


De 13 a 15 de novembro de 1927, grandes festejos populares envolveram a inauguração do Monumento ao Imigrante. No jornal O 5 de Abril de 13 de novembro de 1927, foi encartado uma programação com detalhes do evento.


Há 90 anos, autoridades do governo estadual e de outros municípios vieram em trens lotados para Novo Hamburgo prestigiar a inauguração do monumento. Em 1927, ele estava localizado no coração de uma praça pública. Ele permanece há 90 anos no mesmo endereço, mas na década de 1950 passou a fazer parte da área da Sociedade Aliança.


Mas, ressalte-se: ele é um patrimônio público e pode ser visitado por qualquer hamburguense. Cabe ao Aliança ser um guardião da torre. Durante o ano, centenas de estudantes visitam o ponto turístico para aprender sobre sua história. O projeto foi elaborado pelo arquiteto alemão Ernest Karl Ludwig Seubert. O monumento tem forma octogonal e uma torre central de 23 metros de altura. A escadaria interior dá acesso a sacadas. Os dois últimos pavimentos formam uma cobertura.


Embora esteja “escondido” de parte da população, este patrimônio histórico dos hamburguenses tem uma vantagem: está protegido de vândalos. Diferentemente do Monumento ao Sapateiro, Obelisco da Praça 20 de Setembro, Monumento à Bíblia (no Parque Floresta Imperial), entre outros, o Monumento ao Sapateiro não sofre com vandalismos e pichações. Enquanto os outros locais estão sujos, riscados e pichados, a torre localizada na Sociedade Aliança sofre apenas com a ação do tempo.


Publicidade


É por isso que a Prefeitura – que tem a responsabilidade pela sua manutenção – está se movimentando. A Secretaria Municipal da Cultura (Secult) divulga que prepara um projeto para a restauração da edificação que é tombada como Patrimônio Histórico desde 2008. “Estamos tratando do assunto sobre o Monumento desde o início deste ano, pois sabemos da importância dele como patrimônio histórico da cidade e o quanto deve ser zelado e cuidado. Este projeto de restauração é um dentro das propostas de recuperação e preservação de patrimônio que a Secult está fazendo”, declara o secretário da Cultura, Ralfe Cardoso. Ele ainda comenta que o projeto está sendo preparado para buscar recursos de lei de incentivo a nível estadual, como LIC Rio Grande do Sul e Pró-cultura RS.


Na tarde desta terça-feira, 14, a equipe da Secult esteve no local para realizar as medições da torre. “Para compor um projeto de restauro é necessário todo um levantamento técnico da edificação, que é o que está sendo feito. A partir disso, iniciamos a proposta do projeto de restauro”, explica a arquiteta da Secult, Marina Simon que ainda completa. “Queremos resolver alguns problemas técnicos que encontramos no Monumento e assim buscar preservar a estrutura do patrimônio.”


No início deste ano, a equipe da Prefeitura já havia realizado uma vistoria técnica apontando a situação do Monumento ao Imigrante. O local está parcialmente isolado em razão de problemas envolvendo pequenas rachaduras na estrutura. Mesmo assim, a visitação externa segue ocorrendo. “Estamos sempre de portas abertas. Basta acessar a portaria e informar a vontade de fotografar e conhecer o monumento. Temos o maior orgulho de ter ele dentro do clube, mas sempre ressaltamos que ele é um patrimônio de todos hamburguenses”, destaca a presidente do Aliança, Gabriela Streb.


IMAGENS EM ANEXO

Confira as comissões que foram criadas para a inauguração do Monumento ao Imigrante. Confira também fotos do Monumento ao Imigrante. E, na foto de Rafael Petry, o trabalho realizado por profissionais nesta terça-feira.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS