NOVO HAMBURGO

29°C

Publicidade

Pesca predatória: fiscalização apreende 19 redes em vários pontos do Rio dos Sinos

Secretaria do Meio Ambiente de São Leopoldo (Semmam) intensificou as fiscalizações no Rio dos Sinos

11 de Novembro, 2017 às 13:22

Operações de fiscalização seguirão ocorrendo nos próximos dias. Semmam/Divulgação

Foram nos primeiros dias de outubro de 2006 que o Rio dos Sinos testemunhou uma espécia de tentativa de assassinato. De 7 a 9 de outubro daquele ano, cerca de 90 toneladas de peixes apareceram mortos boiando no rio.


Milhares de peixes apodreceram e as imagens da retirada dos animais foram tristes, chocantes e, ao mesmo tempo, reveladoras: apesar de tantas agressões, o Rio dos Sinos seguia como um local cheio de vida, com fauna e flora abundantes.


Apesar daquela tragédia e para quem acha que o rio morreu, as notícias são alentadoras. O Rio dos Sinos continua como um santuário para fauna e flora. E, embora o triste rescaldo das toneladas de peixes mortos, o local segue com muito pescado. E para garantir o ciclo de vida dos animais, é preciso cuidar e fiscalizar.


A Secretaria do Meio Ambiente de São Leopoldo (Semmam) intensificou as fiscalizações no Rio dos Sinos para combater a pesca predatória durante o período de defeso, que vai de 1º de novembro a 31 de janeiro. Na primeira fiscalização realizada na semana passada, a equipe apreendeu 19 redes em vários pontos do rio. Também um infrator, flagrado em um dos locais, foi notificado e será autuado.


Publicidade


DENÚNCIAS


A Semmam busca coibir e orientar a população para garantir a proteção dos peixes durante a sua época de reprodução. Está proibido o uso de redes de qualquer malha, tarrafas e demais equipamentos que caracterizam a pesca predatória.


As vistorias ocorrerão semanalmente. Denúncias podem ser feitas pelo telefone 156 ou 2200.0640.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS