NOVO HAMBURGO

26°C

Publicidade

Vereador do PDT entrou em licença não remunerada. No lugar, assumiu suplente acusado de agredi-lo

Primeiro suplente do PDT participou da sessão desta segunda-feira na Câmara de Vereadores

17 de Outubro, 2017 às 10:37

Rafael Lucas fez sua estreia na Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo. Divulgação

O clima do PDT de Novo Hamburgo está longe de ser tranquilo. O presidente eleito democraticamente no primeiro semestre, o ex-vereador Antonio Lucas, que derrotou o também ex-vereador Gilson Thoen no pleito interno, foi destituído do cargo pela direção estadual. Uma comissão provisória é para estar no comando da sigla - mas ninguém sabe ao certo quem dirige o partido no município.


O ponto mais crítico desta instabilidade interna foi uma reunião de lideranças do PDT em Novo Hamburgo na sede da sigla, em que Lucas e seu filho, Rafael Lucas, são acusados de agressões verbais e físicas nos colegas de partido e vereadores Felipe Kuhn Braun e Vilmar Heming. Os dois parlamentares registraram Boletim de Ocorrências (BO) contra os integrantes da família Lucas.


O ambiente no PDT é tão surreal que mais um fato, no mínimo curioso, foi registrado nesta segunda-feira. Alegando necessidade de tempo para tratar de assuntos particulares, o primeiro-secretário da Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo, Felipe Kuhn Braun (PDT), entrou em licença não remunerada nesta segunda-feira. O parlamentar ficará afastado do cargo até o dia 27. Nas redes sociais, Braun foi questionado se estava cedendo à pressão da família Lucas, e ele rebateu informando que precisa tempo para resolver problemas particulares e reforçou que mantém o BO contra pai e filho.


Durante o período de afastamento, Felipe será substituído pelo primeiro suplente de seu partido, Rafael Lucas, que assumiu o posto já na sessão desta segunda-feira à noite. Sai o agredido, entra o agressor.


Publicidade


Aos 23 anos, Rafael Gustavo Lucas (PDT), filho do ex-vereador e presidente do Legislativo Antonio Lucas, ocupa pela primeira vez uma cadeira no Plenário Luiz Oswaldo Bender. Rafael recebeu 2.596 votos nas eleições municipais de 2016, sendo o 10º candidato mais votado em Novo Hamburgo. Havia uma dúvida se Lucas exoneraria assessores de Felipe no período em que estará no gabinete, mas não houve mudanças e a equipe de trabalho está mantida.


Um outro troca-troca está previsto na Câmara de Vereadores envolvendo o PDT. Quem também vai pedir licença é Vilmar Heming. No seu lugar, deve entrar o ex-vereador Ricardo Ritter, o Ica. Este não agrediu os colegas – até onde se sabe.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS