NOVO HAMBURGO

29°C

Publicidade

Agentes da saúde são agredidos em ferro velho durante visita de rotina

Três agentes também apanharam com barras de ferros e pedras, além de levarem chutes e pontapés

11 de Outubro, 2017 às 16:53

Marcas da agressão em servidores da Prefeitura leopoldense. Fotos Decom/PMSL

Sete agentes de saúde, que atuam no combate a endemias, foram agredidos verbal e fisicamente por funcionários de um ferro velho no bairro Santos Dumont, em São Leopoldo, na manhã desta terça-feira (10). O ataque se iniciou durante a visita de rotina dos servidores que fiscalizam casas e estabelecimentos comerciais em busca de focos do mosquito da dengue e do zika vírus.


Ao chegarem no ferro velho, um dos servidores foi acusado de furtar um celular durante a fiscalização. Para resolver o impasse, o servidor público sugeriu que a polícia fosse chamada. A ideia irritou o dono do estabelecimento, que iniciou as agressões apoiado por familiares e empregados. “Eles batiam com ferros nos meus joelhos, eu gritava para que parassem. Fui colocado dentro da nossa van e fui novamente agredido com barras de ferro. Apenas consegui proteger minha cabeça”, relata o servidor.


Três servidoras, que faziam parte da equipe, também foram agredidas. Outros três agentes também apanharam com barras de ferros e pedras, além de levarem chutes e pontapés. A chave do motorista foi arrancada da van, dificultando a saída da equipe. Os servidores públicos conseguiram escapar e pedir auxílio para a Guarda Civil Municipal (GCM) no posto da Polícia Rodoviária Federal. “A situação demorou cerca de uma hora. Outros grupos de agressores chegaram no local e seguiram com as ameaças e as agressões”, relatou o servidor, que não será identificado por questões de segurança.


O tumulto cessou com a chegada da GCM, que retirou do local o fiscal ferido. Os funcionários registraram boletim de ocorrência (BO) e fizeram exame de corpo de delito. Apesar das escoriações e dos hematomas, todos foram medicados e passam bem.


Publicidade


SECRETARIA DA SAÚDE TOMARA MEDIDAS LEGAIS


O secretário da Saúde Fábio Bernardo da Silva visitou hoje a equipe, na sede da Vigilância em Saúde. Ao lado da assessora jurídica da secretaria, Angélica Nery, Fábio Bernardo foi recebido pela diretora de Vigilância em Saúde, Vivian Bennemann. O secretário afirmou que nenhum tipo de intimidação será admitida. “Não vamos deixar de atuar e de realizar a fiscalização. Mais do que isso, vamos acionar a Justiça. O que ocorreu foi muito grave, uma violência contra servidores públicos no exercício da função. O fato de estarem em serviço é um agravante”, destacou Fábio Bernardo.


A advogada Angélica Nery buscará apoio da Procuradoria-Geral do Município. A ideia é acionar criminalmente todos os responsáveis pelas agressões. As informações foram repassadas pela Prefeitura de São Leopoldo.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS