NOVO HAMBURGO

24°C

Publicidade

Prefeitura de São Leopoldo vai recorrer da decisão que suspendeu contrato para palestras de Carpinejar

Executivo leopoldense divulgou nota oficial sobre a contratação de ciclo de palestras contra o bullyng

11 de Setembro, 2017 às 17:42

Escritor pretende continuar o projeto em São Leopoldo. Divulgação

Após decisão de sexta-feira (08.09) da 3ª Vara Cível de São Leopoldo, suspendendo liminarmente o contrato entre a Prefeitura leopoldense e o escritor Fabrício Carpinejar para a realização de palestras sobre bullyng, a administração do prefeito Ary Vanazzi (PT) tomou uma decisão nesta segunda-feira (11/09): vai recorrer da decisão. O comunicado oficial pode ser ligo logo abaixo.


Carpinejar foi contratado pela Prefeitura para realizar palestras sobre bullyng em escolas municipais leopoldenses. Essa contratação foi alvo de ação pública por suposta irregularidade já que não houve a realização de licitação – mecanismo da inexigibilidade. O assunto ganhou projeção após decisão da 3ª Vara Cível de São Leopoldo suspendendo liminarmente o contrato em vigor.

Na sexta-feira, o despacho com a suspensão liminar foi assinado pelo juiz Ivan Fernando de Medeiros Chaves. Segundo a ação pública, a realização de 30 palestras nas escolas municipais leopoldenses teria a remuneração de R$ 80 mil. Na manifestação do juiz, não ficou clara "justificativa plausível para a decretação de inviabilidade de competição".

NOTA OFICIAL SOBRE A CONTRATAÇÃO DE CICLO DE PALESTRAS CONTRA O BULLYING


Publicidade

O Município de São Leopoldo vai atender a ordem do juiz Ivan Fernando de Medeiros Chaves, da 3ª Vara Cível de São Leopoldo, que determinou a suspensão do ciclo de 30 palestras do escritor Fabrício Carpinejar nas escolas da rede pública municipal de ensino. A Procuradoria-Geral do Município (PGM) informa que vai apresentar a defesa, objetivando demonstrar a regularidade da contratação questionada na Justiça. A Prefeitura de São Leopoldo entende que a contratação é necessária, adequada e atendeu a lei de licitações - o que será demonstrado nos autos. Ademais, o tema é de suma relevância para a sociedade atual, uma vez que o bullying é um mal social que deve ser combatido especialmente pelo Poder Público. De acordo com a procuradora-geral do Município, Angelita Belleza, as informações solicitadas serão apresentadas na defesa - que tem prazo de 20 dias conforme o art. 7º, inc. IV, da Lei nº 4.417/65.”

Desde sábado, o Portal Martin Behrend vem acompanhando o caso divulgando manifestações do escritor e também da Prefeitura. Além disso, o colunista Rodrigo de Bem Nunes escreveu um artigo de sua responsabilidade. As matérias já publicadas podem ser conferidas a seguir:


“Juiz suspende palestras de Fabrício Carpinejar em São Leopoldo e escritor divulga esclarecimento” – http://www.martinbehrend.com.br/noticias/noticia/id/3559/titulo/juiz-suspende-palestras-de-fabricio-carpinejar-em-sao-leopoldo-e-escritor-divulga-esclarecimento


“Palestras do Carpinejar em São Leopoldo: secretária adjunta divulga artigo e escritor pretende continuar projeto” – http://www.martinbehrend.com.br/noticias/noticia/id/3561/titulo/palestras-do-carpinejar-em-sao-leopoldo-secretaria-adjunta-divulga-artigo-e-escritor-pretende-continuar-projeto


“Palestras do Carpinejar, bullyng são os R$ 80 mil” – http://www.martinbehrend.com.br/noticias/noticia/id/3563/titulo/palestras-do-carpinejar-bullyng-sao-os-r-80-mil

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS