NOVO HAMBURGO

28°C

Publicidade

Família moradora de Novo Hamburgo está incomunicável em ilha do Caribe após passagem de furacão

Familiares estão apreensivos e aguardam postura mais atuante do governo federal

10 de Setembro, 2017 às 17:11

Família chegou em 1º de setembro para período de férias no Caribe. Arquivo pessoal

ATUALIZAÇÃO ÀS 20h40: Na noite deste domingo, foi informado pelo governo federal que a Força Aérea Brasileira (FAB) irá deslocar um avião para o Caribe. O resgate dos cerca de 60 brasileiros que se encontram nas ilhas atingidas pelos furacões deverá ocorrer na terça-feira.



Uma família moradora de Novo Hamburgo está há alguns dias incomunicável na turística ilha de Saint Martin, no Caribe. A passagem do furacão Irma pelas ilhas da região, no meio da semana, deixou mortos e um rastro de devastação. O casal Rafael Dazemone Forno e Mariana Fischer, juntamente com a filha Giovana, 3 anos, estão incomunicáveis. Ele trabalha como auditor da Receita Federal em Novo Hamburgo e ela é médica ginecologista. Mariana ainda está grávida de 4 meses. Eles são de Caxias do Sul, mas por questões profissionais vieram para o Vale do Sinos.


Em Novo Hamburgo, Mariana é prima de Fernanda e Luisa Fischer, filhas do tabelião José Flávio Bueno Fischer. Segundo Fernanda, no meio da semana a família ainda recebeu um áudio da médica relatando um cenário devastador, mas depois não vieram mais mensagens. “A situação era crítica. Ela estava chorando no áudio”, conta Fernanda, que também concedeu entrevista ao portal G1. “Dias atrás conseguiram mandar uma mensagem relatando o caos. Mas sem perspectivas. Estavam se alimentando de biscoitos e água”, completa Flávio. Todos os edifícios de Saint Martin foram afetados, incluindo hospital, quartel dos bombeiros e prédios do governo, relataram autoridades locais.


A família toda está mobilizada em busca de informações, até porque existem outros brasileiros nas ilhas do Caribe. A estimativa é que 57 turistas do Brasil estejam isolados nesta região devastada por furacões. “Quanto mais divulgação ocorrer, melhor”, comenta Flávio, tendo em vista uma rede de solidariedade que pode ser criada para o repasse de notícias.


Publicidade


Até o momento, o governo federal não tem planos de resgatar os brasileiros isolados nas ilhas do Caribe. O Ministério das Relações Exteriores não vem trazendo informações objetivas do que será feito. Já se sabe que outros países estão começando missões de resgate dos seus cidadãos. “A família está falando com Brasília, mas o governo parece não estar interessado em quem ficou isolado”, lamenta Flávio. No perfil da médica no Facebook, amigos começam a deixar mensagens de apoio e solidariedade à família, dizendo que todos estão na torcida e aguardando informações.


A família de moradores de Novo Hamburgo chegou em Saint Martin no dia 1º de setembro para um período de dez dias de férias. A ilha é considerada um paraíso turístico no Caribe. Recebe anualmente milhares de visitantes. É também conhecida pelo lado vinculado à França e a parte ligada à Holanda (Países Baixos.)

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS