NOVO HAMBURGO

28°C

Publicidade

Sabatina com Fagan: UPA Centro, Anexo 2 do Hospital Municipal, Casa da Gestante e outras pautas da saúde

Portal Martin Behrend entrevista vice-prefeito e secretário municipal da Saúde de Novo Hamburgo

08 de Setembro, 2017 às 17:31

Investimentos no Hospital Municipal de Novo Hamburgo deverão seguir ocorrendo

Pivô da maior instabilidade política do governo Fátima Daudt (PSDB) em oito meses no comando da Prefeitura de Novo Hamburgo, o vice-prefeito e secretário municipal de Saúde, Antônio Fagan (sem partido), considera superada a queda de braço com a presidente da Câmara de Vereadores, Patrícia Beck (PPS), com sua posterior desfiliação da sigla.


Embora permaneçam dúvidas sobre a abrupta ruptura com a antiga parceira de partido, Fagan prefere focar na resolução dos muitos problemas no sistema de saúde no município. Até porque esta é uma das áreas mais sensíveis à população, e neste ano determinadas ocorrências chamaram a atenção, como algumas mortes em situações questionáveis e a própria invasão do Hospital Municipal, quando um criminoso foi assassinado enquanto estava em recuperação em um dos quartos da casa de saúde.


Nesta semana, o secretário municipal da Saúde atendeu a reportagem do Portal Martin Behrend. E atualizou temas importantes sobre questões envolvendo a Secretaria Municipal de Saúde, Hospital Municipal e Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo (FSNH).


INAUGURAÇÃO DA UPA CENTRO


A inauguração da UPA Centro, na Rua Visconde de Taunay (fundos do Bourbon Shopping) deverá ocorrer em novembro de 2017. No térreo funcionará o atendimento no mesmo modelo da UPA Canudos. O local também abrigará um Centro de Especialidades Médicas (CEM) e o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), incluindo o segundo piso. Segundo Antonio Fagan, praticamente todo atendimento estará funcionando na inauguração, salvo alguma especialidade na área odontológica que ainda necessitar de contratação. Está em análise uma intervenção no trânsito da rua Visconde de Taunay: em um dos lados da via poderá ser reduzida a área de estacionamento para facilitar o fluxo de veículos, bem como a circulação de ambulâncias. A UPA Centro foi conquistada na gestão do ex-prefeito Luis Lauermann (PT).


Publicidade


FUNCIONAMENTO DA CASA DA GESTANTE


A Casa da Gestante foi planejada em área do Hospital Municipal Novo Hamburgo. A inauguração deveria ter ocorrido em dezembro de 2016. Segundo Antonio Fagan, o serviço está vinculado à Rede Cegonha, com Banco de Leite (posto de coleta de leite humano). Questões burocráticas e a necessidade do Alvará da Vigilância Estadual impedem o funcionamento. Em relação aos profissionais que vão trabalhar no local, já existe autorização interna para que essas vagas sejam preenchidas – inicialmente, por servidores da própria FSNH.


No local, gestantes e puérperas receberão todo o suporte necessário como, por exemplo, haverá acompanhamento à gestação de alto risco. Com o objetivo de oferecer uma estrutura que as deixe à vontade, como se estivessem em suas residências, a nova ala vai contar com uma sala multiuso, três quartos para alojamento de gestante e puérpera com banheiros anexos, dois quartos para alojamento de puérpera e bebê com banheiros anexos, copa com cozinha e área de serviço. As obras foram iniciadas na gestão do ex-prefeito Luis Lauermann (PT).


PROGRAMAÇÃO DOS 70 ANOS DO HOSPITAL MUNICIPAL


Em 1º de novembro de 2017, o Hospital Municipal completa 70 anos. Ano passado, começou a ser construído um planejamento para diversas atividades comemorativas. Contudo, o projeto não decolou. Em 18 de setembro, haverá reunião para definir a programação de aniversário.


ANEXO 2 DO HOSPITAL MUNICIPAL


O projeto para a construção do Anexo 2 do Hospital Municipal precisou ser alterado. Segundo Antonio Fagan, a proposta não contemplava elevadores e climatização – o que deveria ser viabilizado com recurso próprio do município num complemento à obra. O Anexo 2 chegou a ser anunciado pelo ex-prefeito Luis Lauermann (PT), o valor foi disponibilizado, mas não saiu do papel. O projeto foi refeito, incluindo elevadores e climatização, e está sob análise da Caixa Econômica Federal. A previsão é que a licitação para o Anexo 2 seja realizada no primeiro semestre de 2018. O espaço terá salas cirúrgicas, salas de recuperação, tomografia, raio-X, entre outros serviços. O prédio sera erguido onde hoje se encontra o gerador de energia do hospital.


REFORMA DO TELHADO DO HOSPITAL


O projeto apresentado para reforma do telhado inviabilizaria diversos atendimentos no Hospital Municipal de Novo Hamburgo por vários meses. O valor para a execução foi liberado, mas acabou devolvido no final de 2016. Segundo Antônio Fagan, está sendo feita licitação para novo projeto para reforma do telhado e, posterior licitação e execução. O novo projeto precisará ser apresentado de forma a interferir o mínimo possível na rotina da casa de saúde.


Além dessas pautas, mais duas questões ainda vinculadas à saúde estão sendo acrescentadas pelo Portal Martin Behrend nesta reportagem.


12 NOVOS VEÍCULOS PARA SECRETARIA


No final de agosto, a Secretaria de Saúde de Novo Hamburgo adquiriu 12 veículos para comporem a frota da pasta. Deste montante, cinco carros serão utilizados para atender as demandas da Estratégia de Saúde da Família. Já três carros farão os atendimentos das demandas da própria secretaria. Uma caminhoneta será direcionada para auxiliar os trabalhos da vigilância sanitária e um carro para o “Programa Paz no Trânsito”.


DÍVIDA DA RGE SUL


A gestão do ex-prefeito Luis Lauermann (PT) deixou uma dívida aproximada de R$ 2,6 milhões com a RGE Sul, distribuidora de energia elétrica. A atual administração precisou renegociar este valor e esta dívida será paga nos próximos dez anos da seguinte forma: 115 parcelas de R$ 22,6 mil, uma parcela de R$ 22.144,81 e quatro parcelas de R$ 5 mil,

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS