NOVO HAMBURGO

25°C

Publicidade

IENH promove palestra e debate sobre: Violência e Pensamento - A disseminação do ódio no Brasil

Palestrante principal é o doutor em Sociologia, jornalista e ex-deputado Marcos Rolim

28 de Agosto, 2017 às 08:27

As redes sociais escancaram o que o ser humano tem de melhor – e, a reboque, o que oferece de pior. Enquanto milhões de pessoas inundam os espaços virtuais com flores, lindas paisagens e mensagens, outros tantos ocupam o mesmo espaço para ofender, difamar, caluniar, denegrir e destruir. São contrastes chocantes. E esse clima bélico vem crescendo na vida real, com episódios cada vez mais recorrentes de violências e agressões físicas fruto do ódio, da intolerância, da incapacidade de raciocinar e de respeitar o próximo.


Para buscar entender e dimensionar o que vem ocorrendo na sociedade, a Instituição Evangélica de Novo Hamburgo (IENH) promove nesta terça-feira (29.08) a palestra “Violência e Pensamento - A disseminação do ódio no Brasil”. O palestrante principal é Marcos Rolim, doutor em Sociologia, jornalista e ex-deputado estadual e ex-deputado federal. Os debatedores do encontro serão Analice Brusius, Luis Alexandre Cerveira e Patrícia Spindler. O evento é aberto à comunidade e o ingresso custa R$ 15,00. O encontro ocorrerá na Fundação Evangélica – Rua Frederico Mentz, 526, bairro Hamburgo Velho. Informações complementares em www.ienh.com.br/diapsicologo

CURRÍCULO MARCOS ROLIM

Marcos Rolim é doutor e mestre em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Segurança Pública pela Universidade de Oxford (UK) e jornalista graduado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). É coordenador de Comunicação Social do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS) e pesquisador. É membro fundador do Fórum Brasileiro de Segurança Pública;é presidente do Instituto Cidade Segura (ICS), em Porto Alegre/RS e integra o Conselho Administrativo do Centro Internacional para Promoção dos Direitos Humanos (CIPDH), órgão vinculado à UNESCO, com sede em Buenos Aires. Por 11 anos, foi professor no Centro Universitário Metodista (IPA), em Porto Alegre.


Quando Deputado Federal, foi vice-líder do PT e presidiu a Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Na CDH, organizou as “Caravanas Nacionais de Direitos Humanos”, atravessando o Brasil 6 vezes em visitas a manicômios, presídios, polícias, FEBENS, abrigos de crianças e asilos de idosos. Seus principais projetos no Congresso envolveram temas como a Reforma Penal, a moderação do uso da força e das armas de fogo pela polícia, a restrição à eletroconvulsoterapia, os direitos civis dos homossexuais, a anistia à deserção nas FFAA e a regulação ética da programação televisiva.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS