NOVO HAMBURGO

24°C

Publicidade

Dez detalhes da vida na Europa e a realidade: nossa cidadania é caótica e respeito está em extinção

A Europa tem seus problemas, mas os detalhes do cotidiano atestam a elevada qualidade de vida na maioria das nações do continente

20 de Agosto, 2017 às 19:40

Supermercado na Itália: ninguém fiscaliza se o cliente colocou o produto certo ou se pesou corretamente. É questão de respeito e confiança

A Europa não é perfeita. Basta lembrar um passado tenebroso envolvendo a Alemanha dos nazistas. Mas é fato que as nações do continente e suas populações vêm aprendendo com erros do passado e transformando seus países em modelos de respeito ao próximo, valorização da cidadania, zelo ao contribuinte, qualidade de vida e cuidados com os detalhes que fazem a vida das pessoas mais tranquilas e seguras. E os grandes exemplos estão nos detalhes - muitas vezes pequenos, minúsculos. São questões quase banais para os europeus e que comparadas à realidade do Brasil atestam: estamos apartados por um abismo crescente quando se fala em cidadania e respeito ao cidadão.


No mês de julho, fui brindado com alguns dias de férias na Europa. Passei por cidades da Itália, Suíça e Alemanha. Já tinha visitado esses outros países sempre a trabalho. Mas, dessa vez, fiquei ainda mais impressionando, pois faço a comparação imediata com nosso país. Fico assustado. Avançamos muito pouco nas questões de respeito ao cidadão. E, principalmente, respeito entre os cidadãos.


É urgente - URGENTE! - buscar estas inspirações e tentar aplicar em nossas ruas, bairros e cidades. É uma luta do coletivo, das pessoas que acreditam que o bem comum é mais importante que o individualismo e o egoísmo. É preciso cobrar das autoridades que busquem inspirações nestes modelos que dão certo e fazer o possível e o impossível para aplicar em nossas comunidades. A transformação que nosso país precisa passa muitas vezes pelos detalhes, pelas pequenas práticas.


Selecionei dez situações banais e corriqueiras visualizadas na Itália, Suíça e Alemanha. São situações que se repetem, que fazem parte do ambiente dos cidadãos destes países. Vamos nos inspirar! Vamos cobrar das autoridades! Vamos colocar em prática! Cada um fazendo a sua parte!


NA PARTE FINAL DA REPORTAGEM, ESTÃO AS IMAGENS CORRESPONDENTES AOS ITENS DESCRITOS.


1 - VIADUTOS NA ITÁLIA - Para evitar solavancos, trancos e suavizar a circulação dos veículos, são utilizados encaixes plásticos a fim de nivelar as partes dos viadutos e pontes. As junções recebem este material resistente e flexível, que praticamente isola a oscilação do trecho. Comparo com a BR-448, que recém foi inaugurada e está cheia de ondulações, irregularidades e solavancos nas junções, numa pequena montanha russa.


Publicidade


2 - SUPERMERCADO NA ITÁLIA - Não tem atendente na padaria. O cliente chega, coloca seu produto no saco e ele mesmo pesa. Ninguém confere se o produto dentro do saco corresponde ao que está na etiqueta, nem mesmo se o peso corresponde ao que foi comprado. Respeito e confiança - do supermercado e do cliente.


3 - RODOVIAS NA EUROPA - Na passagem das rodovias pelas grandes cidades, existe um enorme isolamento acústico nas laterais. São dezenas e dezenas de quilômetros de barreiras laterais. Objetivo: evitar que o som dos veículos se propague pra "dentro" da cidade, evitando a poluição sonora e garantindo o sono tranquilo dos cidadãos.


4 - PARADA CANINA NA SUÍÇA - São diversos locais com lixo e saquinhos plásticos específicos para a sujeira dos pets. Ninguém leva os saquinhos embora, pelo contrário, só usam o que precisa. O local está sempre limpo. A parada canina ou lixeira dos pets é mais limpa do que a maioria das lixeiras humanas no Brasil.


5 - FERRY BOAT NA SUÍÇA - No transporte de balsa nos lagos da Suíça, existe um espaço para compra de bebidas dentro dos barcos. Mas não tem grade, alarme, cadeado, trancas, videomonitoramento. A pessoa simplesmente abre a geladeira e, num cofrinho fixo na parede, coloca o valor indicado no cardápio. Ninguém leva a mais, ninguém assalta o cofrinho. E funciona sem qualquer fiscalização. É um dos mais elevados grau de civilidade.


6 - XADREZ GIGANTE NA SUÍÇA - As peças ficam ali na praça. 24 horas. É chegar e jogar. Ninguém picha, leva embora ou detona. Fica paradinho ali. Basta chegar e jogar a qualquer hora do dia.


7 - SEMÁFOROS MÓVEIS NA ALEMANHA - Em trechos em obras, são colocados semáforos móveis. Eles vêm com um carrinho acoplado onde fica a bateria. Os carrinhos ficam ali sem qualquer outra proteção ou segurança. Os funcionários colocam ali e vão retirar semanas ou meses depois. Os semáforos são fundamentais para ajudar nos locais em obras. As pessoas entendem. Ninguém leva o carrinho com o semáforo embora. Fica tudo funcionando.


8 - CONTÊINERES PARA DOAÇÕES NA ALEMANHA - Esses espaços para doações de roupas e tênis ficam nas calçadas ou praças. As pessoas podem levar as doações diretamente nestes locais. Os governos municipais ficam encarregados em retirar o material e repassar para quem precisa. É uma maneira de aproximar o cidadão dos espaços para doações.


9 - CAIXAS ELETRÔNICOS NOS TRÊS PAÍSES - Eles ficam direto na calçada. Não tem porta giratória, nem câmera, muito menos segurança. Os caixas ficam na rua. Basta colocar seu cartão eletrônico e sacar o dinheiro. Assim, na calçada, a qualquer hora do dia.


10 - VENDA DE CIGARROS - Existem estas caixas automáticas. Lotadas de cigarros e, claro de moedas, Elas ficam nas calçadas das ruas ou nas paredes dos prédios. Sem qualquer segurança. É colocar as moedas e retirar seu maço de cigarros. Embora o cigarro deva ser evitado, impressiona a relação de civilidade dos cidadãos em relação ao sistema.

Autor

Martin Behrend

Saiba mais

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS