NOVO HAMBURGO

30°C

Publicidade

Gerente da empresa EPT é mais um a garantir que obra da ponte da Avenida dos Municípios não vai parar

Presidentes das Câmaras de Vereadores de Novo Hamburgo e Campo Bom estiveram reunidos com dirigente da EPT

17 de Agosto, 2017 às 15:39

Situação se arrasta por cerca de três décadas. Falta uma simples ponte sobre o arroio.

Uma obra de grande importância para a região, principalmente Campo Bom e Novo Hamburgo, e que já se estende por mais de 25 anos, pode ter sua conclusão nos primeiros meses de 2018. Essa é a previsão do Gerente Técnico da EPT Engenharia e Pesquisas Tecnológicas, Nicolau Ostrowski, sobre a construção da ponte da Avenida dos Municípios na divisa de Campo Bom com Novo Hamburgo. A informação foi passada por Nicolau em reunião com o presidente da Câmara de Campo Bom, Max de Souza (PMDB) e a presidente do Legislativo de Novo Hamburgo, Patrícia Beck (PPS) na sede da empresa em Porto Alegre na manhã desta quinta-feira, 17.


Através de trabalhos realizados em conjunto no Parlamento Metropolitano da Grande Porto Alegre, onde buscam soluções para problemas comuns das cidades, os parlamentares tiveram a iniciativa de realizar o contato com a empresa responsável pelo andamento da obra. “Já conhecíamos a posição do Governo do Estado, que já tem os recursos assegurados e necessitávamos das informações e dinâmica de trabalho por quem está responsável pela execução dos serviços”, destaca Patrícia.


Conforme Nicolau, todos os ajustes necessários no projeto foram realizados e a obra não deve contar com interrupções. “Estamos realizando a etapa de fundações, um serviço que não conta com tanta visibilidade, mas à partir de setembro a obra da ponte aumenta o ritmo”, informou. “Como todas as pendências existentes no projeto e outras situações que nos impediam de realizar os trabalhos foram solucionadas, posso assegurar, com certeza, que a obra não para mais”, completou Ostrowski.


Publicidade


Para Max, a notícia da garantia de conclusão da obra tem grande impacto para as comunidades. “Sem dúvida, estamos falando de um momento histórico. Para que essa obra realmente seja concluída, foi preciso, principalmente, vontade política par resolver os entraves e tocar a obra em definitivo”, pondera. “Nossa preocupação com essa obra valoriza os trabalhos que estamos realizando no Parlamento Metropolitano, onde não resumimos as atividades apenas em reuniões, mas buscamos ações concretas para as nossas demandas”, complementa.


O gerente da EPT informou ainda que, no ritmo que os trabalhos estão sendo executados, o prazo para finalização dos trabalhos é março ou abril de 2018. “A nossa ideia era que em janeiro fossem finalizados os trabalhos, mas colocamos esse prazo de março ou abril para não atrapalhar nenhuma etapa dos trabalhos”, finaliza Nicolau. Com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Campo Bom.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS