NOVO HAMBURGO

24°C

Publicidade

Audiência pública sobre Hospital Centenário lota a Câmara de Vereadores de São Leopoldo

Prefeito leopoldense reiterou a dramática situação que o hospital do município atravessa

15 de Agosto, 2017 às 09:29

Ary Vanazzi trouxe números durante explanação nesta segunda-feira. Henri Figueiredo/Decom

Depois de quase três horas de análises de dados e manifestações de técnicos, políticos de vários partidos, representantes de secretarias de Saúde de outras cidades e membros de organizações da sociedade civil, foi lançada, na Câmara Municipal de São Leopoldo, a “Carta em Defesa do Hospital Centenário”. Assinada por dezenas de entidades, a carta foi apresentada e aprovada na audiência pública sobre a situação financeira do Hospital Centenário de São Leopoldo, proposta pela líder do governo Vanazzi na Câmara, vereadora Ana Affonso (PT), com o apoio de todas as bancadas da casa legislativa. Agora, o documento será encaminhado ao governo do Estado do Rio Grande do Sul.


Em seu pronunciamento, o prefeito Ary Vanazzy reiterou a dramática situação que o Centenário atravessa. “Do jeito que está, a Fundação não se sustenta mais, chegamos ao limite. Precisamos salvar o hospital para salvar a cidade. Por isso, vamos transformar o hospital em 100% SUS e assim tentar repactuar a Gestão Plena do SUS”, anunciou.


Representando municípios atendidos pelo Centenário na especialidade de Oncologia, os secretários de Saúde de Montenegro, Ana Maria Rodrigues, e de Capela de Santana, Jeziel Cardoso, afirmaram que precisam do hospital e são solidários. “Nós precisamos que o Estado e a União cumpram seu papel”, disse a representante de Montenegro.


O presidente da Assembleia Legislativa, Edegar Pretto, garantiu que vai subscrever todas as reivindicações relacionadas à repactuação dos repasses de recursos financeiros para a Fundação Hospital Centenário. “É hora de apontar caminhos. Há de se ter encaminhamentos por parte daqueles que fazem a gestão da Saúde no Rio Grande do Sul”, disse Pretto.


Publicidade


O deputado estadual Tarcísio Zimmermann, que também é ex-prefeito de Novo Hamburgo, protocolou proposta de audiência pública na Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa para tratar da situação do Hospital Centenário. Já o deputado federal Dionilso Marcon anunciou que vai buscar, em Brasília, agenda para discutir o assunto diretamente com o ministro da Saúde.


A audiência pública, que aconteceu na noite desta segunda-feira, 14 de agosto, teve a presença de mais de 200 pessoas no Plenário da Câmara Municipal de São Leopoldo. Entre os presentes, representantes do Cremers e do Simers; de sindicatos; do Conselho Municipal de Saúde; de secretarias de cidades da região para as quais o Centenário é hospital referência em várias especialidades médicas; vereadores de todas as bancadas; membros do governo municipal; e de associações de bairro e entidades religiosas do município de São Leopoldo.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS