NOVO HAMBURGO

13°C

Publicidade

Roxo dos ipês é deslumbrante: uma ostentação que abençoa Novo Hamburgo

Desabrochar antecipado das flores traz um colorido único para Novo Hamburgo

07 de Agosto, 2017 às 17:59

Ipê localizado a Avenida Victor Hugo Kunz: a cidade está tomada pelo roxo

É uma ostentação da natureza. Um abuso descontrolado. Um colorido perturbador. Novo Hamburgo foi tomada por um roxo ímpar. São os ipês roxos que pedem passagem. Onde estão os mais belos: na Boa Saúde? Na Avenida Victor Hugo Kunz? No pátio do Colégio Estadual Wolfram Metzler? Nas margens do Arroio Nicolau Becker? No bairro Ideal? Ou seria no bairro Primavera? No Rio Branco tem uns tão floridos! Parecem todos tão lindos e belos. E são.


Quem teve a feliz ideia de plantar estes ipês no passado? Foi algum prefeito, um vereador, um secretário municipal? Merece uma pesquisa. E que bom que seguem erguidos. Este roxo transforma Novo Hamburgo numa cidade única. Será que cabe um concurso para se eleger o mais belo ipê roxo? Talvez fossem cometidas injustiças. São dezenas, centenas.


O ipê roxo é nosso, com registros na América tropical, desde o México até a Argentina. Mas no Brasil se encontra sua maior distribuição. É uma árvore com a cara da nossa terra. Diz o hino de Novo Hamburgo: “Praças verdes e floridas, e um céu azul, igual não há”. Está correta a letra criada por Délcio Tavares. Novo Hamburgo está exultante, vibrante, cheia de vida. Vida longa aos ipês roxos.


Publicidade


A Capital Nacional do Calçado também é a Cidade do Ipê Roxo. Que coisa mais linda!

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS