NOVO HAMBURGO

36°C

Publicidade

Audiência pública tratará no dia 17 de agosto da destinação do antigo prédio do Lar da Menina

Na casa funcionou a Instituição Evangélica de Novo Hamburgo (Evangelisches Stift) e onde começou o Lar da Menina

21 de Julho, 2017 às 04:52

A casa num estágio de espera das obras e foto antiga de como era a estrutura original.

A recuperação da casa onde funcionou a Instituição Evangélica de Novo Hamburgo (Evangelisches Stift) e onde começou a história do Lar da Menina pode estar sendo reencaminhada.Com obras paralisadas após investigação do Ministério Público, um patrimônio arquitetônico e cultural de Novo Hamburgo poderá ter sua revitalização concluída – a casa fica na Avenida Maurício Cardoso. A Frente Parlamentar em Defesa do Patrimônio Histórico de Hamburgo Velho voltou a se reunir na manhã desta quinta-feira, dia 20, com representantes da Associação de Moradores e Empreendedores de Hamburgo Velho (AME Hamburgo Velho).


A conversa foi pautada pela organização de audiência pública, cujo tema será a Destinação do Lar da Menina e também do Semsa, programada para o dia 17 de agosto, às 19 horas, no Plenário da Casa Legislativa. Participaram do encontro o presidente da comissão especial, Professor Issur Koch (PP), e o relator Enio Brizola (PT). O vereador Felipe Kuhn Braun (PDT), secretário, foi representado por sua assessora Caroline Machado da Silva. Gabriela Piardi dos Santos, coordenadora do gabinete de Brizola, auxiliou os parlamentares na organização da atividade.


Deivid Schu, vice-presidente da entidade, e o conselheiro Márcio Moraes lembraram que a comunidade do bairro Hamburgo Velho há anos tem convivido com expectativas frustradas. Eles esperam que o debate no Legislativo traga propostas que possam efetivamente sair do papel. Para isso, fizeram questionamentos aos vereadores presentes sobre prazos e competências para elaboração de emendas parlamentares para o Plano Plurianual, que está tramitando na Casa Legislativa desde o dia 3 de julho. A entidade tem levantamento de uma série reivindicações dos moradores do bairro, especialmente na área de desenvolvimento urbano.


Publicidade


Issur informou que os vereadores têm até o dia 28 para apresentar as emendas ao PPA. Enio Brizola falou da importância de o grupo relacionar as demandas de Hamburgo Velho com agilidade para que possam constar no Plano, que deve ser apreciado no começo de agosto, pois, após a votação pelo Poder Legislativo, a matéria deve ser sancionada pela prefeita Fátima Daudt (PSDB) no máximo até 15 de agosto, como prevê a Lei Orgânica do Município. Novo encontro para debater a situação do bairro deverá reunir representantes do Executivo, a comissão especial e a entidade no dia 3 de agosto.


RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS