NOVO HAMBURGO

24°C

Publicidade

A culpa é do José Mayer. Não de sua geração.

Inicialmente Mayer negou as acusações, mas depois admitiu que havia errado.

05 de Abril, 2017 às 19:49

Ator da Rede Globo escreveu carta aberta após repercussão de suas atitudes. Divulgação

No inicício desta semana, a figurinista Susllem Tonani da Rede Globo divulgou uma carta aberta relatando assédios contínuos por parte do ator José Mayer, de 67 anos. Tudo teria começado com elogios do tipo “como você se veste bem” ou “que cintura fina” até chegar em grosserias do tipo “fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho”. Em dada oportunidade, Susllem diz que o ator, de forma nada menos que nojenta, teria colocado a mão em suas partes íntimas na presença de outras duas mulheres e em outra situação, no cúmulo da canalhice, chamou-a de “vaca”.


Inicialmente Mayer negou as acusações, mas depois admitiu que havia “errado”. Em seu comunicado, desculpou-se não sem antes dizer que ele era fruto de uma “geração machista” que aprendeu a chamar de “brincadeiras” seus os atos inapropriados.


Como era de se esperar, inúmeros artistas e outras personalidades, como boas matracas, repetiram exatamente o discurso do ator, como se todo o homem pertencente a uma geração mais antiga, como nossos avós e pais, fossem uma versão do “José Mayer” em potencial. A própria atriz Letícia Sabatella confirmou em entrevista ao portal Glamourama que este caso refere-se aos “nossos pais e nossos irmãos”.


Após o ocorrido, inúmeras artistas fizeram fotos empoderadas contra o machismo, houve vídeos de jornalistas dando sermões aos “homens” através de hashtags e a própria Rede Globo incentivou alguns protestos de suas atrizes desde que, lógico, fosse num formato que pudesse aparecer no “Vídeo Show”. Pergunto-me se essa comoção toda é de fato efetiva.


Ao invés de culpar uma geração de homens, não seria mais apropriado exigir que a Globo demitisse sumariamente José Mayer? Lembremos que o ator chegou a negar suas atitudes num primeiro momento e a gravidade de seus atos contínuos e premeditados é motivo mais que suficiente para desligamento por justa-causa. Aliás, que mensagem para as próprias funcionárias está passando a empresa que mantém José Mayer entre seus contratados?


Publicidade


E por quê as atrizes e personalidades que dizem apoiar Susllem não incentivam publicamente a figurinista a fazer um boletim de ocorrência o quanto antes? Há testemunhas, há admissão de culpa, há comoção...um B.O seria a forma apropriada de fundamentar a acusação e sinalizar a todas as mulheres o que deve ser feito numa situação similar.


A gravidade do caso, como podemos ver, pede muito mais que uma foto no Instagram com chavões contra o machismo ou responsabilizações de abstrações como a “sociedade”. Pede menos conversa e mais

Autor

Rodrigo de Bem Nunes

Saiba mais

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS