NOVO HAMBURGO

13°C

Publicidade

A cinquentona

Nos sentimos gratos ao saber do aniversário de 50 anos de Claudia Raia, uma das mais brilhantes atrizes brasileiras

23 de Março, 2017 às 18:41

Rede Globo / Raphael Dias

Com todo respeito e a admiração que já perfazem mais de três décadas desde a primeira vez que a vimos em cena numa versão brasileira de Chorus Line, em São Paulo, nos sentimos gratos ao saber do aniversário de 50 anos de Claudia Raia, uma das mais lindas, brilhantes e competentes atrizes do teatro e televisão brasileira.


Mas isto então também quer dizer que estamos diante de uma maravilhosa, notável e típica Cinquentona? O quê? Uma velha de cinquenta anos? Uma coroa de cinquenta anos? Não, uma Cinquentona. Porque modestamente invocando Vinicius, as senhoras ou as coroas de cinquenta anos que me perdoem, mas ser Cinquentona é fundamental.


A gente pode eventualmente privar com muitas senhoras, muitas coroas, muitas velhinhas modestamente anônimas na multidão do ambiente. Mas não a Cinquentona, porque ela é diferente, ela se destaca imediatamente entre todas.


Ela é exuberante. O seu porte, a sua personalidade, mesmo em silêncio grita a sua presença. Em qualquer ambiente, em qualquer grupo faz-se notar imediatamente. Lupicínio Rodrigues canta: “Ilumina mais a sala do que a luz de um refletor!”. Venere-se aquela senhora de cinquenta anos, modesta, recolhida, sempre ouvinte nunca falante, respeitosa e respeitada na sua postura social.


Publicidade


Mas saudemos a Cinquentona. Porque ela não o é somente pela sua postura, pela sua conduta, pelo seu parecer. É o seu estado de espírito que a faz Cinquentona. Jovem com os jovens. Madura, elegante, ciente de si com os que convive e trabalha. Luz e alegria para aqueles mais velhos mesmo, os que dizemos estarem na terceira idade.


Ela não se escandaliza com uma observação picante porque ela sabe distinguir um elogio inteligente de uma cantada grosseira, que esta ela tira de letra com muita elegância. Ela não tem necessidade de ser antipática nem chata, porque acima de tudo ela tem classe.


Ela será eternamente linda por sua postura, charmosa por sua natureza. Ela é um tipo único, especial, e é por isto que não existem muitas por aí. E porque ela não é uma mulher comum: ela é uma Cinquentona!


A propósito, diz Christian Dior: o charme é o segredo de toda beleza; não existe beleza sem charme!

Autor

Claudio Behrend

Saiba mais

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS