NOVO HAMBURGO

24°C

Publicidade

Exportações de calçados mantêm ritmo do final do ano passado e começam 2017 com números positivos

Crescimento superior a 17% nos valores embarcados na comparação com janeiro de 2016 é comemorado pelo setor

10 de Fevereiro, 2017 às 15:18

As exportações de calçados brasileiros começaram 2017 mantendo o ritmo do final do ano passado. Se ainda não são números de outras temporadas históricas, as estatísticas mostram que as indústrias calçadistas brasileiras estão conseguindo recuperar alguns mercados que foram perdidos na última década. Embora a base de comparação do ano passado seja fraca, os mais de 11,37 milhões pares comercializados no exterior, que geraram US$ 81,4 milhões, indicam a sequência no crescimento dos embarques registrada no final de 2016. Os números são 17,5% superiores em valores gerados e 0,6% menores em volume em relação ao primeiro mês do ano anterior (US$ 69,3 milhões e 11,44 milhões de pares).


O presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias (Abicalçados), Heitor Klein, comemora o resultado do primeiro mês e ressalta que ainda é reflexo das boas vendas realizadas na temporada de verão do ano passado. “São negócios que já estavam alinhavados e refletem nos números de agora. A questão é se vamos continuar nesse ritmo nos próximos meses, já que houve uma desvalorização do dólar no período, o que deixou o nosso produto com preço menos competitivo no exterior”, avalia. Em todo ano de 2016, as exportações representaram US$ 999 milhões, numa média mensal de US$ 83,25 milhões.


Os principais destinos do calçado brasileiro no primeiro mês do ano foram os Estados Unidos, para onde foram embarcados 1,3 milhão de pares que geraram US$ 16 milhões (altas de 2% em volume e 5% em valores na relação com igual mês de 2016) e a França, que comprou 1,45 milhão de pares por US$ 9 milhões (quedas de 41,7% em volume e 6,6% em dólares). O destaque positivo ficou por conta da Argentina, que importou 409 mil pares que geraram US$ 7 milhões, altas de 98% em pares e 165% em dólares em relação ao mesmo período do ano passado.


Publicidade


RIO GRANDE DO SUL LIDERA


O principal exportador brasileiro de calçados no primeiro mês do ano foi o Rio Grande do Sul. No período, os gaúchos embarcaram 1,9 milhão de pares que geraram US$ 33,3 milhões, números superiores tanto em pares (22,9%) quanto em dólares (23%) na relação com janeiro de 2016. O segundo exportador foi o Ceará, de onde partiram 4,88 milhões de pares por US$ 24,87 milhões, registros 2,4% inferiores em volume e 2,1% superiores em dólares na relação com o ano passado. No terceiro posto, São Paulo embarcou 695,8 mil pares que geraram US$ 8,57 milhões, 0,4% mais em pares e 51,4% mais em dólares no comparativo com 2016.


Já as importações de calçados seguiram a tendência de queda registrada ao longo de 2016. No primeiro mês, entraram no Brasil 2,5 milhões de pares pelos quais foram pagos US$ 35,62 milhões, números inferiores tanto em volume (5,5%) quanto em valores (6,1%) na relação com o janeiro do ano passado. As informações foram repassadas pela Abicalçados.

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS