NOVO HAMBURGO

25°C

Publicidade

Irmão, oremos! O centenário das aparições de Fátima

Lembrei da história de Nossa Senhora de Fátima cuja aparição completará 100 anos neste ano

30 de Janeiro, 2017 às 14:10

Em meio a toda esta realidade turbulenta que vivemos, acreditamos que nada possamos fazer. No entanto, atos singelos e de bom coração podem atenuar toda a estupidez e pressa que reinam hoje em dia. Lembrei da história de Nossa Senhora de Fátima cuja aparição completará 100 anos neste ano.


Eu já tive a oportunidade de visitar este santuário várias vezes e devo confessar que é comovente. A procissão das velas, então, é algo que fica marcado em nossas almas para sempre. Não importa sua religião, e sim a sua fé! Ainda não conhece, ou se conhece, está sentindo necessidade de voltar? As melhores opções para a sua viagem devem incluir um guia espiritual, além de um responsável da agência organizadora.


Abaixo um breve resumo sobre a história de Nossa Senhora de Fátima. Se o papa Bento XV, em meio à Primeira Guerra Mundial, convocou o povo católico para rezar, acho que devemos por nós mesmos começar a orar para pedir paz e justiça.


Publicidade


HISTÓRICO DA APARIÇÃO

Maio não é só o mês das noivas como é popularmente chamado, mas também o mês de Maria, mês das mães. Isso porque no segundo Domingo de Maio comemoramos o dia das Mães e no dia 13 de maio celebramos o Dia de Nossa Senhora de Fátima.


Em maio de 1917 o Papa Bento XV, em meio à Primeira Guerra Mundial, convocou todos os católicos para se unirem em oração e pedirem à Nossa Senhora que intercedesse na guerra e trouxesse paz para aquele momento. E foi a partir daí que começa a história de Nossa Senhora de Fátima.

Oito dias após a convocação do Papa, em resposta às orações, Nossa Senhora fez sua primeira aparição em 13 de maio de 1917 na pequena aldeia de Fátima, em Portugal. Em um local chamado “Cova de Iria”, ela apareceu para três pequenos pastorinhos: Lúcia, Francisco e Jacinta.


Por volta de meio-dia eles brincavam pelo campo enquanto cuidavam de um pequeno rebanho quando pararam para rezar o terço, como já era de costume. Queriam voltar logo para a brincadeira e por isso rezaram à moda deles e rapidamente voltaram para o campo. Foi quando viram um clarão bem similar ao de relâmpagos.

Acharam que ia chover e por isso se recolheram para ir embora. Foi quando viram um segundo clarão em cima da copa de uma árvore chamada azinheira e, em seguida, viram Nossa Senhora. Assustados, quiseram correr, mas Nossa Senhora logo os tranquilizou e pedindo que não tivessem medo, pois ela vinha do Céu.


Segundo relato dos próprios pastorinhos, a visão era de uma “Senhora mais brilhante que o Sol”, e em suas mãos pendia um Rosário. Serena e tranquila disse às crianças:

“Vim para pedir que venhais aqui seis meses seguidos, sempre no dia 13, a esta mesma hora. Depois vos direi quem sou e o que quero. Em seguida, voltarei aqui ainda uma sétima vez.”

E as aparições aconteceram sete meses seguintes conforme o prometido. Antes de ir embora, Nossa Senhora ainda ressaltou: “Rezem o Terço todos os dias, para alcançarem a paz para o mundo, e o fim da guerra.”

Autor

Davi Dietrich

Saiba mais

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS