NOVO HAMBURGO

27°C

Publicidade

Dezembro tem mais...

Tudo culmina com a liberação do restaurante doméstico, entronado pelo faustoso peru de Natal

16 de Dezembro, 2016 às 16:25

Então, seguimos adiante, seguimos acumulando confraternizações, festinhas grandes, festinhas pequenas, com pessoas interessantes, com pessoas chatas, com pessoas que a gente gosta, com outras que a gente não gosta tanto assim, mas afinal é fim de ano e a gente tem que gostar porque logo ali adiante a vida segue como ela é.


As datas para os diversos eventos são muito disputadas no calendário e devemos nos desdobrar um bocado para acomodar todos compromissos. Assim festeja-se nas empresas, nos grupos de esporte, clubes de serviço e também sem esquecer a confraternização anual do pessoal do edifício. Aliás, confraternização mais do que justa e necessária pois se passamos o ano inteiro convivendo num pequeno espaço geográfico com interesses e problemas comuns o abraço de fim de ano é, além de indispensável, a natural consequência do nosso gregarismo, da nossa vocação tribal.


Publicidade


Finalmente chegamos ao pico social do mês: a maravilhosa Noite de Natal da família. Uma íntima solenidade religiosa de cunho doméstico, seguido da agora tão prática, eficiente e acima de tudo econômica troca de presentes via Amigo Secreto. Tudo culmina com a liberação do restaurante doméstico, entronado pelo faustoso peru de Natal. Atenção especial para a geladeira abastecida e o guarda roupa devidamente checado, com as mulheres tendo o especial cuidado para não vestir a mesma roupa do ano passado.


Assim, pressão máxima na última semana do mês eis que chegamos a explosão final que ocorre na última meia-noite do ano. Aí a gente para um segundinho para pensar e se dá conta de como aconteceram coisas nestes últimos dias, neste último mês, neste tão esperado e maravilhoso mês de DEZEMBRO.

Autor

Claudio Behrend

Saiba mais

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS