NOVO HAMBURGO

30°C

Publicidade

São Leopoldo Fest ocorrerá pela primeira vez sem dinheiro público

Prefeitura de São Leopoldo abriu edital para produtoras que queiram organizar o evento deste ano

23 de Maio, 2016 às 14:33

Pela primeira vez, a festa, que marca também os festejos de aniversário da cidade, será realizada sem o dinheiro dos cofres públicos.

Foi dada a largada para as produtoras de eventos que queiram organizar a 24º São Leopoldo Fest. Pela primeira vez, a festa, que marca também os festejos de aniversário da cidade, será realizada sem o dinheiro dos cofres públicos. A proposta é que a iniciativa privada, por meio de um edital lançado na sexta-feira (20), assuma a organização da festa que este ano comemora 192 anos de imigração alemã. O evento irá ocorrer entre os dias 15 a 25 de julho, no Lago Rui Porto, e a previsão é que cerca de 100 mil pessoas passem pela São Leopoldo Fest neste ano.


“Nossa intenção sempre foi realizar um evento aos moldes de outras festas alemãs. No entanto, enfrentamos desde o primeiro ano de governo uma situação financeira terrível, que se agravou nos anos subsequentes. Por isso, sem condições de bancar uma festividade desse porte, mas para não deixar passar em branco, optamos sempre por uma São Leopoldo Fest compacta e focada no resgate das origens germânicas. Neste ano, vamos conseguir fazer o que pretendíamos já lá em 2013, que é uma São Leopoldo Fest de dimensões maiores”, afirma o prefeito Anibal Moacir da Silva.


Serão 11 dias de festa que prometem agradar todos os estilos e com preços acessíveis. “A ideia é que cada dia tenha uma temática. Um dia de cultura alemã, outro de rock, sertanejo, pagode, gospel entre outros”, salienta o secretário de cultura e turismo, Paulo Marcelo Schauer. O edital prevê no mínimo quatro shows nacionais, no máximo seis regionais e abre espaço para, pelo menos, 20 artistas locais. Além disso, uma banda de músicas tradicionais germânicas deve se apresentar durante todos os dias do evento. Os ingressos devem custar R$ 10 em dias de shows regionais e R$ 15 para os nacionais.


A produtora que ganhar o edital deve oferecer uma contrapartida para o município. O objetivo, segundo o secretário, Paulo Marcelo, é utilizar este recurso para realizar a reforma do telhado do Centro Cultural José Pedro Boéssio, onde estão localizados o teatro e a biblioteca Municipal. A estimativa do secretário é de que se arrecade cerca de R$ 1 milhão apenas em ingressos devido à grande movimentação de pessoas aguardadas e a qualidade dos shows que serão oferecidos.


Assessoria de Imprensa/Prefeitura de São Leopoldo

RECEBA EM PRIMEIRA MÃO

Sem spams comerciais. Apenas informação.

Publicidade
Publicidade

PARCEIROS